ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Brasil joga bem, empata com a Argentina e segue invicto nas Eliminatórias

Mesmo sem Neymar e Casemiro, equipe brasileira teve as melhoras chances em San Juan; VAR perdoa cotovelada de Otamendi em Raphinha

Já garantida na Copa do Mundo do Catar, a seleção brasileira manteve a invencibilidade nas Eliminatórias ao empatar em 0 a 0 com a Argentina, no estádio Bicentenário, em San Juan, na noite desta terça-feira, 16. Mesmo jogando sem Neymar, lesionado, e Casemiro, suspenso, o Brasil jogou com coragem e teve as melhores oportunidades.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Com o empate, o Brasil fechou o ano de 2021 com 35 pontos (11 vitórias e dois empates), isolado na liderança, com seis a mais que a Argentina, que também garantiu classificação ao Mundial com derrota do Chile para o Equador. A seleção equatoriana, terceira colocada com 23 pontos, é o próximo adversário do Brasil, em jogo que acontece em 27 de janeiro de 2022, em Quito.

Tite sacou do time o atacante Gabriel Jesus, que não marca pela seleção desde 2019, e promoveu a entrada de Matheus Cunha. Na vaga de Neymar, entrou Vinicius Junior. Ambos os jovens tiveram boas oportunidades na primeira etapa.

Na melhor delas, Vini recebeu de frente para o goleiro Emiliano Martínez, mas tentou chutar por cobertura e errou feio. Cunha também teve ousadia e tentou marcar do meio-campo, mas a bola passou por cima. Lionel Messi foi muito bem marcado por Fabinho e Fred e teve atuação apagada.

Como de costume, o jogo foi repleto de tensão e entradas duras. No lance mais controverso, o zagueiro Nicolás Otamendi acertou uma cotovelada na boca de Raphinha, que ficou sangrando. O VAR checou o lance, mas não recomendou a revisão por cartão vermelho.

No segundo tempo, o Brasil seguiu melhor e teve mais uma boa chance em chute de pé direito de Fred que explodiu no travessão. Vinicius Junior seguiu preocupando a defesa argentina e incendiou o jogo ao aplicar uma bela carretilha.

O atacante do Real Madrid ainda teve mais uma boa chance, mas pecou no domínio e chutou desequilibrado para defesa de Martínez;  Sumido na maior parte do jogo, Messi teve uma boa chance no fim, mas seu chute parou em boa defesa de Alisson.

 

 

 

Narração Minuto a Minuto