ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Domènec avalia mau começo no Flamengo: ‘Preciso de tempo’

Com várias mudanças na escalação, atual campeão foi derrotado por 3 a 0 pelo Atlético-GO e ocupa a última colocação do Brasileirão

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 21h29 - Publicado em 13 ago 2020, 10h24

Turbulência na Gávea. Bastaram dois jogos, duas derrotas, no Campeonato Brasileiro para que o trabalho do técnico espanhol Domènec Torrent no Flamengo recebesse as primeiras contestações. O atual campeão e favorito ao título foi derrotado por 3 a 0 pelo Atlético-GO, em Goiânia, na noite desta quarta-feira 12, e caiu para a inimaginável última colocação. Questionado sobre as mudanças que realizou no time, o sucessor de Jorge Jesus culpou a pandemia e pediu tempo para que o grupo assimile suas ideias.

O ex-auxiliar de Pep Guardiola, que em sua chegada disse que manteria a base do trabalho de Jesus, surpreendeu ao escalar o zagueiro Rodrigo Caio na lateral-direita, para poupar o titular Rafinha, e sacar o meia De Arrascaeta para colocar o atacante Vitinho. As mudanças não surtiram efeito e o Atlético Goianiense se aproveitou, com autoridade, na primeira etapa.

“No primeiro jogo, começamos com o 4-4-2, como Jorge Jesus. Acho que jogamos muito bem no primeiro tempo do primeiro jogo e poderíamos fazer mais gols. Hoje, começamos no 4-3-3 e depois no 4-2-3-1. Respeito o trabalho do ano passado, não fiz muitas alterações, mas eu falo que é difícil ganhar novamente. É muito difícil. O ambiente com a pandemia é muito difícil”, afirmou Domènec.

O treinador espanhol pediu calma e lembrou que seu time ficou 24 dias sem atuar, ao final do Campeonato Carioca. “Parece que estamos na pré-temporada, um ritmo muito mais baixo, os outros em um ritmo mais alto, mas trabalharemos para fazer uma equipe vencedora. Certamente venceremos novamente. Eu preciso de tempo, os jogadores precisam de tempo. Não para jogar com Dome como técnico, mas para estarem melhor fisicamente, jogarem mais jogos e voltarem a vencer.”

Por fim, “Dome”, como prefere ser chamado, disse confiar na retomada do time, que já começa seis pontos atrás do líder e concorrente ao título, Atlético-MG. “Não é normal. O Flamengo é vencedor, ganhou quase tudo. Eu sou vencedor. Não me lembro de perder dois jogos seguidos, mas acontece algumas vezes no futebol. Por que? Porque as ligas não são as mesmas, algumas equipes fazem mais jogos que você e não é fácil. Temos que ter mais ritmo, mais treinamentos e jogar em um ritmo alto. Estamos trabalhando duro para isso. Não é fácil. Todos os times estão muito bem preparados para vencer equipes como o Flamengo.”

Na próxima rodada, no sábado 15, o Flamengo encara o Curitiba, fora de casa.

Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade