ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Danilo compara Brasil de Tite ao City de Guardiola: “Qualidade e coragem”

Lateral ainda exaltou nível das Eliminatórias Sul-Americanas: "Muitas vezes valorizamos o que não é de casa"

Por Da Redação 14 nov 2021, 16h07

Na última semana, o Brasil carimbou sua vaga na próxima Copa do Mundo, do Qatar, ao vencer a Colômbia por 1 a 0, pelas Eliminatórias. Em entrevista coletiva neste domingo, 14, o lateral-direito Danilo comparou a seleção brasileira treinada por Tite ao Manchester City, time que defende, comandado por Pep Guardiola.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

“O Alex Sandro fazia terceiro zagueiro, eu me transformei em meio-campista junto com Casemiro e fizemos um 3-2-5, com Paquetá de meia-direita, Ney meia-esquerda, abertos Vini e Raphinha e Gabriel como 9. É exatamente aquela postura do City do Guardiola. Essa leitura é bacana de se fazer porque aqui dentro tem trabalho de qualidade e coragem”, afirma Danilo.

O lateral ainda rasgou elogios ao técnico Tite e destacou os poucos gols que a seleção levou nas Eliminatórias. Em 12 jogos, foram apenas 4 gols sofridos e a marca de melhor defesa da competição.

“Uma coisa muito importante no futebol e aqui na seleção, com o trabalho do Tite, se equipara aos grandes clubes e grandes ligas do mundo, que é o trabalho sem bola. Que é quando os jogadores que não estão envolvidos na ação ofensiva têm trabalho grande em pensar o que pode acontecer se perdemos a bola. É um fator muito importante que trabalhamos incansavelmente no campo e com vídeo para aprimorar”, diz.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Com 11 vitórias e um empate em 12 partidas disputadas pelas Eliminatórias, a seleção segue invicta na disputa. O lateral destacou o nível da competição e já falou sobre os próximas passos até o Mundial.

Continua após a publicidade

“Muitas vezes valorizamos o que não é de casa, o que não está próximo da gente, mas para quem analisa de futebol da maneira que eu analiso Brasil x Colômbia foi um jogo difícil de encontrar espaços e a ocupação de espaços boa vem com estudo da comissão técnica, é um exemplo claro de que na América do Sul temos grandes duelos e isso precisa ser valorizado”, diz.

“Na minha opinião tem dois lados já estar classificado para a Copa do Mundo e depende muito de nós. Uma situação onde podemos tomar como coisa positiva, de ter leveza nas atuações e foco no melhoramento de detalhes e coisas do nosso jogo que podem e devem ser melhoradas. E tem o lado negativo do relaxamento, mas não acredito nisso em nossa parte, porque nosso trabalho é profissional e visa melhoria, planejamento, próximos objetivos”, completa Danilo.

A seleção brasileira volta a entrar em campo na próxima terça-feira, 16, contra a Argentina ainda pelas Eliminatórias. A partida será na cidade de San Juan, no interior argentino, às 20h30 (de Brasília).

Continua após a publicidade

Publicidade