ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Craque James Rodríguez desfalca a Colômbia na estreia

Meia chegou ao Brasil em 2014 com 23 anos e quase desconhecido, mas liderou a Colômbia na melhor campanha de sua história e terminou artilheiro do torneio

Por Danilo Monteiro Atualizado em 28 set 2021, 19h37 - Publicado em 18 jun 2018, 22h51

A torcida colombiana acordou com uma péssima notícia nesta terça-feira. O craque do time, James Rodríguez, sentiu desgaste durante a semana e não entra em campo na estreia contra o Japão, a partir das 9h.

O jogador, que em 2014, com 23 anos, era apontado como o futuro do país no futebol, vinha para esta Copa da Rússia como uma das principais estrelas. No último Mundial, saiu como herói, liderando a seleção colombiana na melhor campanha em sua história e, de quebra, levou a artilharia da competição.

Tabela completa de jogos da Copa do Mundo de 2018

A trajetória do jovem meio-campista na seleção colombiana começou em 11 de outubro de 2011, numa partida difícil das Eliminatórias sul-americanas, contra a Bolívia, na altitude de mais de 3.500 metros de La Paz. Ainda com a camisa 5, participou dos dois gols que deram a vitória aos colombianos por 2 a 1. Talvez a boa estreia tenha sido um presságio do que o jovem de então 20 anos representaria para “Los Cafeteros”, como é conhecida a seleção da Colômbia.

No início 2014, às vésperas do Mundial no Brasil, os torcedores colombianos sofreram um grande baque, quando Radamel Falcao García, então maior estrela da equipe, rompeu os ligamentos do joelho e foi cortado do torneio. Naquele momento, nem o mais otimista dos colombianos poderia prever o que aconteceria no Mundial. Em um grupo difícil, a Colômbia testemunhou a explosão do jovem James Rodríguez.

James marcou gols em todos os jogos da fase de grupos um contra a Grécia, um contra a Costa do Marfim e dois contra o Japão , fazendo com que os torcedores colombianos esquecessem rapidamente do corte de Falcao García.

Exigido nas oitavas de final da Copa contra o tradicional Uruguai, o meia não decepcionou e anotou os dois gols da vitória por 2 a 0 — entre eles um golaço em chute de fora da área que lhe rendeu o Prêmio Puskas, dado pela Fifa ao gol mais bonito da temporada.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

A Colômbia foi derrotada por 2 a 1 nas quartas de final pelo Brasil e eliminada do torneio. Apesar das lágrimas de James Rodríguez naquele 4 de julho de 2014, o meia levou a seleção ao quinto lugar e ganhou a Chuteira de Ouro por ser o artilheiro da competição, com cinco gols.

Depois da Copa, o jogador teve uma passagem pelo Real Madrid, que acabou sendo discreta, ficando no banco de reservas em boa parte dos jogos. Em 2017, foi emprestado ao Bayern de Munique, onde renasceu.

Agora, aos 26 anos, James Rodríguez chega à Rússia como um dos destaques da competição e, provavelmente, dará o tom do desempenho dos colombianos em campo.

Despedida de Salah?

Esta terça-feira também será um dia de decisão para uma das estrelas da Copa do Mundo: Mohamed Salah, o egípcio que brilhou pelo Liverpool na temporada passada. Ele sofreu uma lesão no ombro na final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid quando o time inglês perdeu e não teve o tempo necessário para se recuperar totalmente da contusão.

Por causa da dúvida a respeito da saúde de Salah, o técnico do Egito, Héctor Cúper, preferiu não colocar o jogador na primeira partida, contra o Uruguai, e acabou se arrependendo — a seleção egípcia perdeu por 1 a 0 com um gol do zagueiro José Giménez em um cabeceio aos 44 minutos do segundo tempo.

A goleada da Rússia  adversária do Egito em jogo nesta terça-feira, às 15 horas, em São Petersburgo sobre a Arábia Saudita por 5 a 0, na estreia, pelo mesmo grupo, complicou a vida dos egípcios. Sem margem de erro, Salah vai para o jogo lutando pela sobrevivência da equipe uma derrota resultará na precoce eliminação do primeiro craque nesta edição do Mundial.

Além da decepção, uma eliminação tão cedo poderá influenciar na colocação em que Salah ficará na corrida pelo prêmio de melhor jogador do mundo.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade