CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Corinthians goleia Nacional e chega à final da Libertadores feminina

Vitória por 8 a 0 em Assunção foi marcada por gesto racista da equipe uruguaia que revoltou as corintianas

Por Da Redação Atualizado em 16 nov 2021, 20h25 - Publicado em 16 nov 2021, 20h19

O Corinthians está classificado para a final da Comembol Libertadores de futebol feminino de 2021 após golear por 8 a 0 a equipe do Nacional do Uruguai. O show em campo garantiu a vaga na final contra o Santa Fé, da Colômbia, em Montevidéu, no Uruguai, no próximo domingo 21. A goleada alvinegra  foi marcada por cenas de racismo contra a jogadora Adriana, do Corinthians, cometidas por uma jogadora da equipe uruguaia.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O time paulista não demorou muito para abrir o placar. Logo aos 11 minutos de jogo Yasmin fez de cabeça. No segundo tempo, a equipe ampliou aos três minutos de bola rolando, com um chute da entrada da grande área de Diany. Aos dez minutos ampliou com Vic. O time aumentou a goleada com Portilho e Jheniffer.

Aos vinte e quatro minutos, Adriana converteu o pênalti para o time e fez o sexto do jogo. Após a cobrança, a jogadora foi chamada de “macaca” pela adversária, o que revoltou as jogadoras brasileiras.

As brabas responderam dentro de campo. Ampliaram a goleada aos 38 minutos, com Juliete fazendo um belo gol fora da área. Para sacramentar a vitória maiúscula da equipe brasileira, Grazi fechou a conta. E em resposta às cenas lamentáveis de preconceito, as jogadoras comemoraram o gol com braço direito levantado e o punho cerrado, em apoio a companheira de equipe.

O Corinthians, que é o atual campeão Brasileiro, busca a taça da Libertadores na final contra o Santa-Fé, da Colômbia, que venceu nos pênaltis à Ferroviária. A final acontece no domingo, 21, às 20h da noite.

Continua após a publicidade

Publicidade