CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Athletico-PR bate Flamengo no Maracanã e chega à final da Copa do Brasil

Veja como foi o jogo entre Flamengo x Athletico-PR - Copa do Brasil realizada em 27/10/2021

O Athletico Paranaense segue fincando pé no clube dos grandes do futebol nacional e buscará o bicampeonato da Copa do Brasil. Com dois gols de Nikão, um de Zé Ivaldo e intervenções decisivas do VAR, o Furacão bateu o Flamengo por 3 a 0, no Maracanã, na noite desta quarta-feira, 27.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 14,90/mês

O adversário do clube paranaense na decisão, que acontecerá em dezembro, ainda sem datas definidas pela CBF, será o Atlético Mineiro, que eliminou o Fortaleza na outra semifinal após vencer por 2 a 1 no Castelão, chegando a 6 a 1 no placar agregado.

O duelo no Maracanã estava aberto após empate em 2 a 2 no primeiro jogo em Curitiba. Pressionado após perder o clássico para o Fluminense no Brasileirão, o Flamengou voltou a demonstrar nervosismo e desorganização e foi surpreendido pela eficiência do Athletico nos contra-ataques.

Logo aos quatro minutos, Kaizer se antecipou a Filipe Luís e foi chutado na área pelo lateral. O árbitro Wilton Pereira Sampaio ignorou o lance, mas, alertado pelo VAR, reviu a jogada e assinalou a penalidade convertida por Nikão.

 

Em jornada infeliz, o árbitro marcou um pênalti inexistente de Thiago Heleno em Bruno Henrique, mas novamente foi salvo pelo VAR, aos 35 minutos. O Flamengo assustou em finalizações de Bruno Henrique, bem defendida por Santos, e em chute por cima de Andreas Pereira. Aos 51 minutos, Nikão ampliou em contra-ataque, com um chute forte de direita; o goleiro Diego Alves falhou feio no lance.

Diante da impaciência da torcida rubro-negra, Renato Gaúcho promoveu a entrada de Michael no lugar de Diego. O rápido atacante começou bem e só não marcou um golaço em jogada individual porque Santos fez uma defesaça antes de a bola explodir no travessão. Pouco antes, o goleiro já havia defendido chute de Andreas Pereira com extrema segurança.

O Flamengo seguiu pressionando e perdeu nova chance em chute por cima da meta de Gabigol. O jogo pegou fogo aos 35 minutos quando, novamente com auxílio do árbitro de vídeo, Wilton expulsou Khellven por solada em Ramon. No entanto, aos 43 minutos, em novo contra-ataque, Zé Ivaldo selou o inapelável 3 a 0 dos visitantes no Maracanã.

Campeão em 2019, o Athletico buscará o bi na decisão e ainda pensa na decisão da Copa Sul-Americana diante do Red Bull Bragantino. O Flamengo, por sua vez, terá de superar a pressão visando a final da Libertadores, em 27 de novembro, diante do Palmeiras, em Montevidéu, no Uruguai.

 

Narração Minuto a Minuto