CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Copa Africana inicia mata-matas: veja tabela, favoritos e surpresas

Agora com 16 seleções, competição se afunila em fase decisiva e eliminatória a partir de domingo, 23; PLACAR mostra todos os cruzamentos

Por Da redação Atualizado em 21 jan 2022, 13h28 - Publicado em 21 jan 2022, 12h28

A 33ª edição da Copa Africana de Nações inicia neste domingo, 23, a sua fase mais aguda com os mata-matas. Curiosamente, a partida que dá largada as oitavas de final da competição envolve um clássico entre Nigéria e Tunísia, às 16h (de Brasília), no estádio Roumdé Adjia, dois campeões com três e um título conquistados, respectivamente. PLACAR mostra todos os cruzamentos e a situação dos principais favoritos, além dos candidatos a zebra no torneio.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Vale lembrar que a fase de grupos ocorreu entre os dias 9 e 20 de janeiro, enquanto os jogos eliminatórios irão até o próximo dia 6 de fevereiro, data da final no estádio Olembé, em Yaounde. Os jogos de domingo serão transmitidos em TV aberta pela Band, enquanto o restante não terá transmissão para o Brasil.

CRUZAMENTOS:

23/1, domingo

13h – Burkina Faso x Gabão – Estádio Limbe (transmissão da Band)
16h – Nigéria x Tunísia – Estádio Roumdé Adjia (transmissão da Band)

24/1, segunda
13h – Guiné x Gâmbia – Estádio Kouekong
16h – Camarões x Comores – Estádio Olembé

25/1, terça
13h – Senegal x Cabo Verde – Estádio Kouekong
16h – Marrocos x Malaui – Estádio Ahmadou Ahidjo

26/1, quarta
13h – Costa do Marfim x Egito – Estádio Douala
16h – Mali x Guiné Equatorial – Estádio Limbe

FAVORITOS:

Nigéria

Única seleção com 100% de aproveitamento até aqui. No grupo D, superou o Egito de Mohamed Salah na estreia, além de Sudão e Guiné-Bissau. Terceira colocada na última edição, a seleção tenta voltar a vencer o torneio pela quarta vez. A última foi em 2013, na África do Sul. Curiosamente, dos seis gols marcados na competição, todos foram por jogadores diferentes: Iheanacho, Chukwueze, Awoniyi, Moses, Troost-Ekong e Sadiq.

Nigéria fez a melhor campanha da 1ª fase - @CAF_Online/Twitter
Nigéria fez a melhor campanha da 1ª fase – @CAF_Online/Twitter

Egito

Maior vencedor da competição, com sete títulos – o último deles em 2010 –, a seleção se reabilitou após perder logo na estreia, mas ainda não encantou. Vitórias magras diante de Guiné-Bissau e Sudão, ambas por 1 a 0, uma delas com gol de Salah. Agora, passará por teste de fogo no principal jogo das oitavas de final, diante da Costa do Marfim.

Costa do Marfim

Líder do grupo E, com sete pontos, superou Guiné Equatorial por 1 a 0 na estreia e empatou por 2 a 2 com Serra Leoa. No terceiro jogo, venceu por 3 a 1 a Argélia, uma das favoritas e surpreendentemente eliminada na primeira fase da competição. A equipe aposta na ótima fase de Nicolas Pépé, do Arsenal, autor de dois gols na competição, e o atacante Sébastien Haller, que já marcou uma vez no torneio e tem 22 gols em 24 jogos pelo Ajax na temporada.

Continua após a publicidade

Camarões

Anfitriã, a seleção terminou como primeira colocada no grupo A, com sete pontos. Iniciou vencendo Burkina Faso por 2 a 1. Depois, goleada por 4 a 1 sobre Cabo Verde. Terminou a primeira fase com um empate por 1 a 1 diante da Etiópia. O principal destaque até aqui é o atacante Vicente Aboubakar, responsável por quatro dos sete gols da equipe na competição. Aos 29 anos, o camisa 10 atualmente está no Al Nassr, da Arábia Saudita.

Aboubakar comemora um de seus gols na competição -
Aboubakar comemora um de seus gols na competição – Kenzo Tribouillard/AFP

Marrocos

Primeiro colocado no grupo C, com sete pontos, Marrocos superou logo na estreia a tradicional seleção de Gana por 1 a 0, detentora de quatro títulos na competição. Passou, também, por Comores por 2 a 0, classificado como um dos terceiros melhores colocados, e finalizou a primeira fase com um empate por 2 a 2 com Gabão. O principal destaque é o lateral direito Achraf Hakimi, do Paris Saint-Germain, autor de um gol no torneio.

Hakimi é a principal referência de Marrocos - @CAF_Online/Twitter
Hakimi é a principal referência de Marrocos – @CAF_Online/Twitter

ZEBRAS:

Mali

Vice-campeã em 1972, a seleção de Mali terminou a primeira fase como primeira colocada no grupo F, com sete pontos. Surpreendeu ao superar por 1 a 0 logo na estreia a Tunísia, classificada como uma das terceiras melhores colocadas. Empatou por 1 a 1 com Gâmbia no segundo jogo e venceu por 2 a 0 a Mauritânia. O principal destaque é o atacante Ibrahima Koné, que já marcou três vezes. Aos 22 anos, Koné faz boa temporada pelo Sarpsborg 08, equipe modesta do futebol norueguês.

Gâmbia

Outra grata surpresa, terminou a primeira fase na segunda colocação do grupo F, perdendo apenas nos critérios de desempate para Mali. Venceu a Mauritânia por 1 a 0 na estreia, empatou com Mali por 1 a 1 no segundo confronto e superou a Tunísia por 1 a 0 no último jogo. O principal destaque é o meia Ablie Jallow, 23 anos, que atua no RFC Sérésien, da Bélgica. Ele marcou dois dos três gols da equipe.

Guiné Equatorial

Segunda colocada no grupo E, com seis pontos, cresceu durante a primeira fase. Logo na estreia, derrota por 1 a 0 para a Costa do Marfim. A recuperação surpreendente veio com uma vitória pelo mesmo placar sobre a Argélia de Riyad Mahrez. Curiosamente, repetido novamente no triunfo diante de Serra Leoa. O confronto será diante de Mali, garantindo ao menos uma das “zebras” nas quartas.

Jesus Ngua, goleiro de Guiné Equatorial - @CAF_Online_PT/Twitter
Jesus Ngua, goleiro de Guiné Equatorial – @CAF_Online_PT/Twitter

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês