Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Conmebol adia Fluminense x Cerro após morte de filho do técnico Arce

Partida que seria disputada nesta terça, 20, foi adiada para 3 agosto, às 19h15, no Maracanã; filho de Arce tinha 20 anos e morreu em acidente de carro

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 18h45 - Publicado em 19 jul 2021, 10h09

A Conmebol adiou a segunda partida entre Fluminense e Cerro Porteño, que aconteceria nesta terça-feira, 20, pelas oitavas de final da Libertadores, para o próximo dia 3 de agosto, às 19h15, no Maracanã. O motivo é a recente tragédia pessoal envolvendo Francisco Arce, ex-lateral de Palmeiras e Grêmio, atual técnico da equipe paraguaia. No primeiro jogo, disputado em Assunção, os brasileiros venceram por 2 a 0.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“Informamos com profundo pesar a morte de Alexandro Javier Arce, filho de Francisco ‘Chiqui’ Arce, treinador do Cerro Porteño”, disse a entidade em comunicado. “Em função deste triste acontecimento e pela sensibilidade do momento, a Conmebol decide adiar a partida entre Fluminense e Cerro Porteño”, completou em outro trecho.

O adiamento provocará a mudança de outras duas partidas do Fluminense nesta temporada. Pela Copa do Brasil, no dia 3 agosto, a equipe carioca enfrentaria o Criciúma, no Maracanã, também pelas oitavas de final da competição. O confronto agora acontecerá quatro dias depois, em 7 de agosto. Pelo Brasileiro, o jogo com o América-MG, que seria em 8 de agosto, será remarcado.

Arce perdeu no último domingo o filho Alexsandro Javier, de 20 anos, após se envolver em um grave acidente de carro na cidade de Luque, a 18 quilômetros da capital Assunção. Ele não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o jornal ABC, o carro dirigido por ele atingiu uma árvore à beira da estrada Silvio Pettirossi. Alexandro teria dormido ao volante e perdido a direção, morrendo pouco após a colisão. Segundo a publicação, quando os bombeiros chegaram ao local ele já não tinha mais sinais de vida.

O Fluminense e o Cerro publicaram notas lamentando a perda de Arce e de seus familiares. “Nestes momentos de tristeza e pesar, nos juntamos à dor dos familiares e expressamos solidariedade de todos os cerristas por tão lamentável acontecimento. Rogamos pelo eterno descanso de seu ente querido e o consolo de toda a família”, disse o clube paraguaio

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade