ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Conheça as maiores invencibilidades do futebol brasileiro

Vasco chegou perto da marca com 34 partidas invictas neste ano

Por José Renato Santiago 28 set 2016, 20h33

Dia 11 de junho de 2016, no estádio Kléber Andrade, localizado nas cercanias de Vitória, no Espírito Santo, em partida válida pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Atlético Goianiense, com gols de William e Júnior Viçosa, venceu o Vasco da Gama por 2 a 1 e deu fim a uma incrível sequência vascaína de 34 partidas sem perder, uma partida a menos que a maior de sua história, que aconteceu entre os anos de 1945 e 1946, ainda nos tempos do Expresso da Vitória, como era conhecida a equipe que dominou o futebol carioca nos anos de 1940.

A nova marca começou em 8 de novembro do ano passado, quando a equipe, que ainda lutava para escapar do rebaixamento venceu o Palmeiras por 2 a 0 em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Série A. Ainda que a queda para a Série B tenha se tornado realidade, o time da Cruz de Malta permaneceu invicta pelas últimas cinco partidas da série A de 2015 e por todo o Campeonato Carioca, que foi conquistado. Apesar de impressionante, ao considerarmos toda a história do futebol brasileiro, os vascaínos ainda não conseguiram adentrar a lista dos TOP 10 das invencibilidades nacionais, cuja liderança continua nas mãos de dois rivais, o Botafogo e o Flamengo, que tiveram um carrasco em comum.

RENATO SÁ – O carrasco das invencibilidades

Renato Luís de Sá Filho, o Renato Sá, começou a se destacar no time de futsal do Besc, Banco do Estado de Santa Catarina.

Muito habilidoso e dono de um chute certeiro, logo foi contratado pelo Avaí. Após boas atuações pela equipe catarinense no Campeonato Brasileiro de 1977 chamou a atenção dos dirigentes gremistas que o levaram para o estádio Olímpico. Pelo Imortal Tricolor, Renato Sá fez história ao marcar dois gols da goleada de 3 a 0 frente ao Botafogo do Rio de Janeiro, em pleno estádio do Maracanã. O resultado não apenas eliminou os cariocas mas também deu fim a uma incrível invencibilidade de 52 jogos da equipe da Estrela Solitária.

Ao final da temporada foi contratado justamente pelo Botafogo para a disputa do campeonato estadual de 1979. Com a camisa alvinegra, coube ao destino atribuir, novamente, a Renato Sá o papel de protagonista no fim de outra invencibilidade. 

Mais uma vez, no estádio do Maracanã, um público de 139 mil pessoas assistiu à vitória do time da Estrela Solitária, por 1 a 0, com um gol dele. Com essa derrota o Flamengo não conseguiu ultrapassar a marca de 52 jogos invictos, que o próprio Renato interrompera menos de um ano antes. Impossível não associar seu nome como sendo o maior carrasco de invencibilidades do futebol nacional.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade