CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Como são eleitos os melhores do mundo da Fifa e da France Football?

Prêmios foram entregues juntos entre 2010 e 2015 e desde 2016 têm regras distintas

Por Da redação 24 jul 2018, 13h19

Nesta terça-feira foram anunciados os dez nomes que concorrem ao prêmio The Best, de melhor do mundo pela Fifa. Desde 2016, o prêmio deixou de fazer parte da Bola de Ouro, entregue pela revista France Football desde 1956, quando o inglês Stanley Matthews, então jogador do Blackpool, venceu. A Fifa criou seu troféu em 1991, com vitória do alemão Lottar Matthäus. De 2010 a 2015, Fifa e France Football fizeram parceria.

Neste ano, o The Best será entregue no dia 24 de setembro, levando em conta o período entre 3 de julho de 2017 até 15 de julho de 2018, enquanto a Bola de Ouro acontece no final do ano, sem data definida, e leva em consideração o desempenho de todo o ano de 2018.

Os prêmios têm sistemas de votação diferentes para escolher o melhor do mundo. Entenda:

Bola de Ouro – France Football

Criada em 1956, era o único prêmio de melhor jogador do mundo até a Fifa criar sua premiação em 1991. Entre 2010 e 2015 fez parceria com a Fifa para entrega do prêmio. A partir de 2016, quando voltou a entregar seu troféu de forma independente, a revista convoca mais de uma centena de jornalistas esportivos do mundo todo e cada um deles elege seus cinco atletas preferidos da temporada. O primeiro colocado leva seis pontos, o segundo quatro, o terceiro três, o quarto dois e o quinto um ponto. Em caso de empate entre dois jogadores, aquele que for mais citado em primeiro lugar leva vantagem. Caso o empate persista, aquele que for mais vezes citado em segundo lugar fica na frente, e a regra se repete com o terceiro lugar. Caso o empate se mantenha, é realizada uma nova votação entre os dois jogadores.

The Best – Fifa

O prêmio The Best, com esse nome, surgiu em 2016 após a separação da Bola de Ouro. As regras do ano passado se repetiram para 2018: primeiro um comitê de notáveis personalidades do futebol, que inclui o ex-treinador brasileiro Carlos Alberto Parreira, escolhe os dez melhores jogadores da temporada, que vão para uma segunda votação. Nesta, quatro grupos de eleitores escolhem os três melhores jogadores: cinco pontos para o primeiro, três para o segundo e um para o terceiro colocado.

Os técnicos de todas as seleções nacionais filiadas a Fifa têm direito a votar, inclusive para membros de sua federação, valendo 25% do peso geral. Os capitães dessas seleções nacionais também votam, somando outros 25%. A Fifa também escolhe um jornalista por federação, que fará parte de outros 25% dos votos. Por fim, os 25% restantes serão definidos por meio de voto popular no site da Fifa.

Em caso de empate, fica à frente quem for mais vezes escolhido em primeiro lugar entre técnicos, capitães e jornalistas. Caso o empate persista, fica à frente quem foi mais vezes escolhido como segundo colocado entre técnicos, capitães e jornalistas. Caso o empate persista, o prêmio será dividido.

A votação acontece entre os dias 24 de julho e 10 de agosto.

Diferenças de vencedores nos prêmios

Ano Prêmio da Fifa Prêmio da France Football
1991 Lottar Matthäus (Alemanha) Jean-Pierre Papin (França)
1994 Romário (Brasil) Hristo Stoichkov (Bulgária)
1996 Ronaldo (Brasil) Matthias Sammer (Alemanha)
2000 Zidane (França) Luis Figo (Portugal)
2001 Luis Figo (Portugal) Michael Owen (Inglaterra)
2003 Zidane (França) Nedved (Rep. Checa)
2004 Ronaldinho Gaúcho (Brasil) Shevchenko (Ucrânia)

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês