ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Clubes espanhóis vão à Justiça para não liberar sul-americanos convocados

Em comunicado, La Liga, responsável pela gestão do Espanhol, afirmou que aumento de números de Data Fifa prejudica o calendário do campeonato e afeta clubes

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 17h27 - Publicado em 26 ago 2021, 10h02

Após a decisão dos clubes da Premier League de não liberar os seus jogadores convocados para as seleções, os clubes da La Liga, responsável pela gestão do Campeonato Espanhol, comunicaram formalmente nesta quinta-feira, 26, que por decisão unânime adotaram medidas cautelares na Justiça e não liberarão seus atletas para as partidas da Conmebol, no mês de setembro. A justificativa é de que o aumento de dias reservados para a Data Fifa prejudica as equipes e o calendário da competição.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Na nota em que afirma que jogadores não serão liberados para as Eliminatórias organizadas pela Conmebol, a Uefa e a Concacaf também são citadas. Segundo a decisão, as duas outras entidades não abusam do tempo de paralisação, assim, os atletas que defendem seleções das organizações poderão ser cedidos. O aumento foi de nove para 11 dias, considerado por La Liga um dano “flagrante ao calendário e a integridade da liga”.

Ao todo, foram convocados 25 jogadores de 13 das 20 equipes que integram a primeira divisão espanhola. A agenda de compromissos da seleção inicia contra o Chile, no dia 2 de setembro, no estádio Monumental, em Santiago. Depois, dois compromissos no país: a Argentina, no dia 5, na Neo Química Arena, e o Peru, o dia 9, na Arena Pernambuco.

Gianni Infantino, presidente da Fifa, fez um apelo aos clubes da Inglaterra. No entanto, a justificativa sanitária corrobora a favor dos ingleses. Do lado espanhol, contudo, o pronunciamento do mandatário foi diferente, dizendo que a liga também compartilha da responsabilidade de preservar e proteger a integridade das competições ao redor do mundo.

Caso a decisão seja mantida, o treinador brasileiro Tite precisará convocar novas peças para os lugares de Éder Militão e Casemiro, do Real Madrid, e Matheus Cunha, do Atletico de Madrid. Além disso, outros nove jogadores da Premier League estiveram na lista de convocados, o que causará uma mudança considerável no grupo.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade