Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Chances de queda do São Paulo aumentam; Atlético-MG tem 89,8% por título

Sem vencer desde 19 de setembro, há cinco partidas, equipe do técnico Hernán Crespo vê riscos reais de rebaixamento; mineiros podem quebrar tabu de 50 anos

Por Da Redação Atualizado em 12 out 2021, 11h47 - Publicado em 12 out 2021, 11h42

O empate sem gols do São Paulo diante do Cuiabá nesta segunda-feira, 11, em partida que finalizou a 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, ligou um sinal de alerta para a equipe do técnico argentino Hernán Crespo. Sem vencer há cinco partidas, o clube do Morumbi viu aumentar as projeções matemáticas em torno do rebaixamento. Segundo dados da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), as chances são de 16,9%.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

O time ocupa a 13ª colocação, com 30 pontos, a quatro de distância do Bahia, 17º colocado e primeiro clube entre os quatro rebaixados para a próxima Série B. A equipe nordestina, entretanto, possui uma partida a menos a exemplo do Santos, o 16º.

O Ceará, próximo adversário, vem logo atrás, no 14º lugar com 29 pontos, mas tem duas partidas a menos do que os paulistas. O jogo entre as equipes ocorrerá na próxima quinta-feira, 14, às 19h, no Morumbi.

  • Segundo a mesma projeção, a equipe é a sétima com maior chance de queda. O rival Santos, com 31,8%, e o Bahia, 38,3%, também se safariam segundo os dados estatísticos. As maiores probabilidades de Z-4 estão para: Juventude, 40,5%, Sport, 48,8%, Grêmio, 63, 9%, e Chapecoense, 99,8%.

    Crespo está pressionado no cargo -
    Crespo está pressionado no cargo – Rubens Chiri/saopaulofc.net/Divulgação

    Crespo enfrenta enorme pressão no cargo pela ausência de resultados. A última vitória ocorreu em 19 de setembro, diante do Atlético Goianiense. Desde então, empates contra América Mineiro, Atlético Mineiro, Chapecoense, Santos e contra o Cuiabá.

    Continua após a publicidade

    “É normal que temos que nos preocupar com a situação. Temos possibilidade de chance de Sul-Americana e Libertadores, mas temos que respeitar e olhar para baixo, porque tem times importantes como Grêmio e Santos. Devemos respeitar. Devemos fazer três pontos, não somente merecer”, explicou Crespo após o empate em Cuiabá.

    Na parte de cima da tabela, o Atlético segue mantendo distância para o Flamengo. A diferença, por enquanto, é de 11 pontos. Vale dizer, contudo, que os cariocas têm duas partidas a menos para realizar – nos dias 2 e 5 de novembro, diante de Athletico Paranaense e Atlético Goianiense pela 4ª e 19ª rodadas, respectivamente. A diferença pode cair para cinco pontos.

    A UFMG aponta 89,8% de chances de título para os atleticanos, contra somente 9,2% para o Flamengo. A conquista consolidaria a equipe de Belo Horizonte um sonhado título da competição após cinquenta anos – o único conquistado pelo clube até aqui foi em 1971, liderado por Dadá Maravilha

    Hulk comemora seu gol pelo Atlético Mineiro -
    Hulk comemora seu gol pelo Atlético Mineiro – Pedro Souza/Atlético

    Na Série B, para a chance de acesso as quatro vagas da Série A, Coritiba e Botafogo têm situações cômodas: 93,7% e 86,1%, respectivamente. O Avaí vem logo na sequência, com 77,7%, enquanto o Goiás tem 46,1%.

    Grandes clubes como Vasco e Cruzeiro, por sua vez, têm chances remotas de acesso. As dos cariocas são de 8,1% e a dos mineiros inferior a 1%, 0,34% Apesar de remotas, o Cruzeiro tem mais chances de queda do que de acesso: 0,77%.

    Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

    Continua após a publicidade
    Publicidade