ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Ceni é apresentado no Fortaleza e explica chegada ao clube

‘Continuei fazendo meus cursos, estudos, observando o futebol’, disse o ídolo do São Paulo

Por Gazeta Press Atualizado em 20 out 2021, 18h34 - Publicado em 15 nov 2017, 20h00

Apresentado oficialmente como técnico do Fortaleza, Rogério Ceni, ídolo do São Paulo, concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira na Arena Castelão e, além de pisar no gramado do estádio cearense e cumprimentar pessoalmente os torcedores, contou como surgiu o convite para assumir o time.

“Continuei fazendo meus cursos, estudos, observando o futebol. O principal fator que me trouxe aqui está do meu lado (apontando para o presidente do clube, Marcelo Paz), a persistência e a insistência. Foi por um acaso mesmo: eu vim para Fortaleza há duas semanas, para um evento, e acabei conversando com o Bosco e o Luís Eduardo Girão, presidente na época, e eles tentaram me mostrar as instalações do clube, fazendo um convite para eu trabalhar aqui”, explicou.

O ex-goleiro também comparou a situação do Fortaleza com a do São Paulo ao assumir o comando das equipes. “No São Paulo, tínhamos um time montado e a verba pequena. O clube necessitava fazer dinheiro naquela época, arrecadou mais de 150, 160 milhões de reais nos primeiros seis meses. Então, dentro das nossas possibilidades aqui, tentaremos montar um time. Lá, foi o contrário: tínhamos um time e fomos perdendo peça por peça”, analisou.

Rogério Ceni também falou sobre o recomeço em sua carreira, trabalhando longe de São Paulo. “Eu não vejo por que não vir ao Nordeste iniciar um trabalho, local onde as pessoas recebem a gente bem, são extremamente simpáticas. Estou contente, trabalhando desde ontem, tentando montar elenco com as possibilidades que temos. É um desafio que vou encarar com o maior carinho e profissionalismo do mundo, para uma retomada da carreira e para cumprir meu contrato até o final do ano”, finalizou.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade