ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Carpegiani assume Flamengo, mas já cogita escolher sucessor

“Hoje eu sou o treinador do Flamengo”, afirmou o veterano de 68 anos, que terá um papel de ‘manager’, mais próximo da diretoria

Por Estadão Conteúdo Atualizado em 20 out 2021, 17h24 - Publicado em 9 jan 2018, 15h32

Paulo César Carpegiani foi apresentado nesta terça-feira como técnico do Flamengo. O veterano treinador já admitiu a possibilidade de chegada de um novo nome para a função em breve e explicou inclusive que quer participar da escolha deste profissional. Carpegiani, de 68 anos, foi contratado para a vaga de Reinaldo Rueda, que dirigirá o Chile.

“Hoje, sou o treinador do Flamengo e existe um projeto. Sentamos e conversamos. Então, hoje sou o treinador, mas não está afastada a possibilidade de uma pessoa entrar no meu lugar amanhã ou depois se houver um consenso”, declarou.

Carpegiani esclareceu que foi procurado pelo Flamengo para um projeto inovador no futebol brasileiro, exercendo uma função de “manager”, mais próximo à diretoria. A ideia do clube é contar com a experiência do técnico, campeão mundial em 1981 no comando do Flamengo, e, talvez, a qualidade de um treinador mais jovem. Assim, o clube teria em Carpegiani uma figura forte para apoiar o novo profissional.

“Devido ao que vive o futebol brasileiro, essa cobrança, essa coisa de resultados, muitas vezes aquele jovem que tem um futuro brilhante é ceifado. Justamente por não ter esse suporte. É isso que o Flamengo está fazendo, buscando um nome mais experiente, algo como a figura de um manager, para dar esse suporte”, explicou o próprio Carpegiani.

Ao menos por enquanto, porém, ele será o representante em campo. E se deixou claro que vê sua nova passagem como técnico quase com dias contados, Carpegiani viu o presidente Eduardo Bandeira de Mello, que o classificou como “ídolo”, ser bem mais incisivo sobre a contratação.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

“Existe essa perspectiva de que o Carpegiani possa assumir no futuro um cargo de coordenador técnico, mas não há prazo. Hoje, o treinador do Flamengo é o Carpegiani e ponto”, afirmou. “Não queremos ninguém aqui perguntando se estamos buscando um novo nome. Não é algo para agora. Vamos avaliar.”

De toda forma, trata-se da terceira passagem de Carpegiani como treinador do Flamengo, e ele não escondeu a alegria pelo retorno. “É uma satisfação muito grande estar retornando. Estou muito tranquilo, sei o que representa o Flamengo e me sinto muito à vontade.”

O tom pouco assertivo do treinador na chegada pode ter sido fruto da emergência causada pela saída de Reinaldo Rueda. Depois de garantir que sequer tinha proposta da seleção chilena, o colombiano colocou fim à longa novela da qual era protagonista na última segunda, ao definir seu pedido de demissão. Bandeira de Mello, porém, garantiu não ter sido surpreendido pela definição do agora ex-treinador flamenguista.

“Nunca fomos enganados. Não temos nada contra o Rueda. Ele recebeu uma proposta, o Flamengo ficou sabendo e, obviamente, se preparou para um desfecho. O planejamento não sofreu nenhuma alteração.”

 

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade