ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

‘Carnaval’: imprensa estrangeira lamenta domínio brasileiro no continente

Flamengo, Palmeiras, Athletico e Bragantino: pela primeira vez na história os quatro finalistas da Libertadores e Sul-Americana são de um mesmo país

Por Da Redação Atualizado em 1 out 2021, 11h58 - Publicado em 1 out 2021, 11h52
Diário 'Olé', da Argentina, destaca feito dos clubes brasileiros
Diário ‘Olé’, da Argentina, destaca feito dos clubes brasileiros Olé/Reprodução

Na Libertadores, Flamengo e Palmeiras. Na Sul-Americana, Athletico e Red Bull Bragantino. Assim, pela primeira vez na história, quatro clubes do mesmo país jogarão as finais dos torneios da Conmebol. Nesta sexta-feira, 1º, na imprensa estrangeira, principalmente entre argentinos e uruguaios, a reação foi de lamentação com a façanha brasileira.

Principal diário esportivo argentino, o Olé escreveu: “O carnaval se adiantou no Brasil… No país vizinho já podem ir celebrando antes do tempo: em 2021 os campeões da Copa Libertadores e da Sul-Americana serão brasileiros”. Pela primeira vez desde 2006, a Argentina não teve sequer um representante nas semifinais.

“Ainda que nos últimos anos os clubes do Brasil tenham evidenciado mais do que nunca o poderio econômico e a diferença de investimentos, com contratações de várias estrelas do Velho Continente, nunca havia acontecido de ambos os torneios sul-americanos terem finalistas de um mesmo país”, completou o Olé. 

Derrotado pelo Athletico na semifinal da Sul-Americana, o Peñarol chegou a empolgar os uruguaios e conta até com o provável artilheiro da competição, Agustín Álvarez Martínez, com 10 gols marcados. O jornal local El Observador, porém, adotou tom alarmante: “Em um futebol em que as equipes brasileiras (as que mais arrecadam, as que mais contratam e as que melhor jogam) começam a tomar o controle quase exclusivo do continente, um aviso aos outros nove países incluindo a Argentina, que se não mudarem, definitivamente se tornarão coadjuvantes e os protagonistas só falarão português.”

O La Nación, da Argentina foi além e previu que, em breve, o Brasil deve ultrapassar a Argentina no ranking de campeões da Libertadores. “Com o avanço dos cariocas e paulistas, o Brasil assegura seu 21º título e começa a se aproximar do topo, onde ainda estão os argentinos, com 25 conquistas. No entanto, esta vantagem parece ter vida curta, já que a brecha – sobretudo, a econômica – entre os clubes dos dois países segue aumentando. Para colocar em números, das últimas 12 edições (de 2010 a 2021), o Brasil venceu oito. Somente San Lorenzo, River e Atlético Nacional conseguiram interromper a hegemonia”, escreveu o jornal.

A decisão da Copa Sul-Americana acontece entre Athletico e Red Bull Bragantino, no dia 20 de novembro, no Estádio Centenário de Montevidéu. No mesmo local, no dia 27 do mesmo mês, Flamengo e Palmeiras disputam a final da Copa Libertadores.

Continua após a publicidade

Publicidade