CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Carille é demitido do Santos após novo tropeço no Paulista

Treinador permaneceu pouco mais de cinco meses e comandou a equipe em 27 partidas: nove vitórias, dez empates e oito derrotas, 45,6% de aproveitamento

Por Da Redação Atualizado em 18 fev 2022, 16h30 - Publicado em 18 fev 2022, 13h39

Fábio Carille não é mais treinador do Santos. Após reunião nesta sexta-feira, 18, a diretoria do clube optou por encerrar o vínculo com o treinador, que tinha contrato até dezembro deste ano. Mesmo após salvar a equipe do rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro, Carille sofria forte pressão nos bastidores da Vila Belmiro pelo mau início da equipe na atual temporada. A informação foi inicialmente publicada pelo site ge.com.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

O Santos confirmou desligamento por meio das redes sociais. O treinador permaneceu por pouco mais de cinco meses no cargo e comandou o time em 27 partidas: nove vitórias, dez empates e oito derrotas, 45,6% de aproveitamento.

Pesou contra o técnico o enorme descontentamento com o desempenho da equipe nas últimas partidas. Mesmo após ter vencido por 2 a 1 o Ituano no último domingo, 13, ele foi um dos principais alvos de protestos da torcida na Vila Belmiro.

Continua após a publicidade

Dias depois, viralizou nas redes sociais um pedido de conselheiros do Corinthians, clube onde conquistou três estaduais e um Brasileiro, por um retorno. Torcedores do Santos passaram a compartilhar ironicamente o pedido de retorno ao rival, também a procura de um treinador desde a saída de Sylvinho no último dia 3.

Desde o início da gestão do presidente Andrés Rueda, em janeiro de 2021, Carille foi o quarto nome a comandar o clube no período. Rueda teve nos dois primeiros meses de mandato Cuca, vice-campeão da Libertadores. Depois, apostou no argentino Ariel Holan, que pediu demissão com pouco mais de dois meses. Com a saída de Holan, apostou em Fernando Diniz e, por fim, em Carille.

Treinador salvou a equipe do rebaixamento, mas sucumbiu com mau início -
Treinador salvou a equipe do rebaixamento, mas sucumbiu com mau início – Alexandre Schneider/Getty Images

O antigo treinador foi anunciado em 8 de setembro. Assumiu o clube na 14ª colocação do Brasileiro, com 22 pontos, e lutou durante toda a competição nacional contra o rebaixamento. O time terminou em 10º lugar, com 50 pontos.

A derrota para o Mirassol, fora de casa, foi o ponto final na relação. Na partida, o técnico tentou uma série de mudanças, mas enfrentou efeito reverso ao sofrer três gols logo no primeiro tempo. A equipe ainda esboçou reação, marcando dois gols, mas perdeu. Atualmente, é a segunda colocada no grupo D, com 9 pontos em sete jogos.

Para os próximos jogos, o auxiliar Marcelo Fernandes comandará a equipe.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês