CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Cannavaro deixa seleção chinesa com menos de dois meses de trabalho

Italiano, que ainda é treinador do Guangzhou Evergrande, disse que deixaria segundo trabalho para ter mais tempo com a família

Por Gazeta Press Atualizado em 28 set 2021, 12h56 - Publicado em 29 abr 2019, 11h44

Durou pouco a passagem de Fabio Cannavaro pelo comando técnico da seleção chinesa de futebol. 45 dias após assumir, o ex-zagueiro renunciou ao cargo e voltará a se dedicar exclusivamente ao Guangzhou Evergrande, clube do país que treina desde novembro de 2017, quando acertou sua segunda chegada ao clube (a primeira foi no fim de 2014).

“Em respeito ao país que me acolheu há alguns anos, sinto o dever de comunicar que renunciei ao cargo de treinador da seleção chinesa. Gostaria de agradecer sinceramente ao Guangzhou Evergrande e à Federação Chinesa de Futebol por terem oferecido a posição de treinador principal das duas equipas de futebol mais importantes do país; no entanto, essa dupla tarefa me afastaria da minha família por muito tempo. Há mais de um mês, informei meu clube sobre minha intenção de me dedicar exclusivamente ao meu time e aos meus jogadores”, escreveu o italiano, em um de seus perfis nas redes sociais.

View this post on Instagram

🇮🇹. Per rispetto del paese che da alcuni anni mi ospita sento il dovere di comunicare la rinuncia all’incarico di allenatore della nazionale cinese di Calcio. Voglio ringraziare il Guangzhou Evergrande e la federazione cinese per aver pensato a me come allenatore delle due squadre più importanti del paese; ma il doppio incarico mi porterebbe via troppo tempo dalla mia famiglia. Oltre un mese fa ho comunicato al mio Club la mia intenzione di dedicarmi solo alla mia squadra e ai miei giocatori Spero che continuando ad allenare solo il Guangzhou Evergrande potrò comunque contribuire alla crescita dei giovani calciatori cinesi, lavorando giorno dopo giorno con passione e professionalità. Un grande in bocca al lupo alla Nazionale Cinese per le qualificazioni a Qatar 2022. Ancora grazie a tutti……. 🇬🇧 Out of respect for the country that has been hosting me for some years, I feel the duty to communicate that I have renounced my position as Head Coach of the Chinese National Footbal Team. I wish to sincerely thank Guangzhou Evergrande Football Club and the Chinese Football Association for having offered me the position of the Head Coach of the two most important football teams in the country; however this double assignment would take me away from my family for too long. More than one month ago I informed my Club about my intention to dedicate my self exclusively to my squad and my players. By maintaining only the position as Head Coach of Guangzhou Evergrande, I hope to contribute to the growth of young Chinese football players, working every day with passion and professionalism . I wish the Chinese National Team all the best for the qualifications to the Qatar 2022 FIFA World Cup. Thanks again to everybody.

A post shared by 🇮🇹Fabio Cannavaro🇮🇹 (@fabiocannavaroofficial) on

Campeão chinês e da Supercopa da China em 2016 pelo Guangzhou, Cannavaro foi anunciado pela seleção da China como substituto do compatriota Marcello Lippi. O ex-jogador, com 45 anos de idade, aceitou o desafio, mas fez apenas duas partidas pela equipe: derrotas de 1 a 0 para Uzbequistão e Tailândia, pela Copa da China, um torneio amistoso de seleções.

“Mantendo apenas a posição de treinador principal do Guangzhou, espero contribuir para o crescimento dos jovens jogadores de futebol chineses, trabalhando todos os dias com paixão e profissionalismo. Desejo ao time nacional tudo de melhor para as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 do Catar. Obrigado novamente a todos”, completou.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade