CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Brasil vive ‘crise’ de artilheiros nas principais ligas europeias

Atacantes do país estão longe dos líderes na corrida pela Chuteira de Ouro, e poucos têm mais de 10 gols na temporada

Por Da redação Atualizado em 21 abr 2022, 09h19 - Publicado em 21 abr 2022, 04h00

Já faz quase uma década que o Brasil teve pela última vez um representante no topo da artilharia de uma das cinco principais ligas nacionais da Europa (Espanha, Inglaterra, Alemanha, Itália e França). Foi ao final da temporada 2011/12 do Campeonato Francês que o meia-atacante Nenê, então com 30 anos e craque de um Paris Saint-Germain que pouco se assemelha ao atual, terminou como o goleador competição, com 21 gols. Depois disso, ninguém mais.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Mesmo com Neymar, desde 2013 no futebol europeu, o país jamais voltou a ter um goleador máximo de competições nacionais no Velho Continente. Pior, tem passado longe de conseguir tal feito.

Na atual temporada, entre os atacantes da seleção, Vinícius Júnior é o que detém a melhor marca: 14 gols em 30 jogos (média de 0,46) pelo Real Madrid na La Liga. Mesmo assim, o número ainda passa bem longe dos 25 gols em 28 partidas (0,89) do companheiro de ataque, o francês Karim Benzema.

Segundo maior artilheiro da história da seleção brasileira, com 71 gols, Neymar também perde anualmente para a concorrência – tem 11 gols em 18 jogos (0,61) contra 21 em 29 jogos (0,72) de Kylian Mbappé atuando pela Ligue 1, o Campeonato Francês. Apesar da boa média, atrapalharam as várias lesões que sofreu na última temporada. A última dela no tornozelo esquerdo, que o afastou por dois meses.

Em janeiro, o ex-jogador francês Rothen direcionou críticas ao estilo de vida do jogador, que refletiriam diretamente em seu baixo rendimento nos últimos anos. “Como podemos aceitar isto de um jogador que não esteve em 50% dos jogos e que tem, em comparação com outros anos, proporção de gols e assistências baixa?”, disse.

Nenê, do Vasco
Nenê, veterano meia da equipe cruz-maltina – Vasco/Divulgação

Na temporada anterior, 2020/21, o principal goleador brasileiro nas ligas foi Matheus Pereira, do West Ham, com 11 gols em 33 jogos – Neymar fez apenas nove em 18, também devido a lesões.

Gabriel Jesus, por exemplo, teve seu melhor momento na temporada 2019/20, quando marcou 14 gols na Premier League. O artilheiro foi Jamie Vardy, do Leicester, com 23.

Vale lembrar que no Campeonato Alemão, só no início do século anterior, o Brasil emplacou quatro artilheiros: Amoroso, 18 gols pelo Borussia Dortmund em 2001/02, Élber, 21 pelo Bayern de Munique em 2002/03, Ailton, 28 pelo Werder Bremen em 2003/04, e Grafite, 28 pelo Wolfsburg em 2008/09.

Grafite, atacante da seleção brasileira em 2010
Ano goleador rendeu uma Copa do Mundo para Grafite – Jamie McDonald/Getty Images

No Inglês, nunca teve um goleador máximo, enquanto no Espanhol o último foi Ronaldo Fenômeno, artilheiro da competição pelo Real Madrid na temporada 2003/04 com 25 gols. Em 1996/97 ele conquistou o feito pelo Barcelona, com 34. Romário e Bebeto foram outros que já alcançaram o mesmo em1994 e 1993, respectivamente.

No próprio futebol francês, além de Nenê, Sonny Anderson foi o artilheiro máximo por três temporadas: 1995/95, com 22 gols, 2000, com 23, e em 2001, com 22. A primeira delas pelo Monaco e as outras duas pelo Lyon.

Continua após a publicidade

Artilheiros atuais das 5 ligas principais:

Alemanha – Robert Lewandowski (Bayern) – 32 gols em 30 jogos
Espanha – Karim Benzema (Real Madrid) – 25 gols em 28 jogos
Itália – Ciro Immobile (Lazio) – 25 gols em 28 jogos
Inglaterra – Mohamed Salah (Liverpool) – 22 gols em 30 jogos
França – Kylian Mbappé (PSG) – 21 gols em 29 jogos

O desempenho dos brasileiros na Europa (somente em jogos da liga):

2021/22

1 – Vinícius Júnior (Real Madrid): 14 gols em 30 jogos
2 – Neymar (PSG): 11 gols em 18 jogos
3 – Raphinha (Leeds): 10 gols em 29 jogos
4 – Willian José (Betis): 8 gols em 27 jogos
5 – Lucas Paquetá (Lyon): 8 gols em 30 jogos

2020/21

1 – Matheus Pereira (West Brom): 11 gols em 33 jogos
2 – Neymar (PSG): 9 gols em 18 jogos
3 – Gabriel Jesus (Manchester City): 9 gols em 29 jogos
4 – Lucas Paquetá (Lyon): 9 gols em 30 jogos
5 – Roberto Firmino (Liverpool): 9 gols em 36 jogos

2019/20

1 – Gabriel Jesus (Manchester City): 14 gols em 34 jogos
2 – Neymar (PSG): 13 gols em 15 jogos
3 – Richarlison (Everton): 13 gols em 36 jogos
4 – Willian José (Real Sociedad): 11 gols em 37 jogos
5 – Willian (Chelsea): 9 gols em 36 jogos

2018/19

1 – Neymar (PSG): 15 gols em 17 jogos
2 – Charles (Eibar): 14 gols em 34 jogos
3 – Richarlison (Everton): 13 gols em 35 jogos
4 – Roberto Firmino (Liverpool): 12 gols em 34 jogos
5 – Willian José (Real Sociedad): 11 gols em 31 jogos

2017/18

1 – Neymar (PSG): 19 gols em 20 jogos
2 – Willian José (Real Sociedad): 15 gols em 34 jogos
3 – Roberto Firmino (Liverpool): 15 gols em 37 jogos
4 – Philippe Coutinho (Barcelona): 14 gols em 32 jogos
5 – Gabriel Jesus (Manchester City): 13 gols em 29 jogos

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês