Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Atlético-MG e Palmeiras testam bons retrospectos por final e milhões

Em casa, mineiros não perdem há 13 jogos e não sofrem derrota em mata-matas desde 2018; paulistas têm 14 partidas de invencibilidade fora na Libertadores

Por Da Redação Atualizado em 28 set 2021, 09h54 - Publicado em 28 set 2021, 09h53

Depois de um primeiro encontro criticado na última semana, Atlético Mineiro e Palmeiras fazem nesta terça-feira, 28, às 21h30, no Mineirão, um decisivo confronto pela Libertadores. O jogo que garantirá a um dos brasileiros a final da principal competição sul-americana colocará a prova retrospectos de respeito das equipes dirigidas por Cuca e Abel Ferreira. O vencedor assegura, ao menos, 34 milhões de reais, valor pago ao vice-campeão. SBT e Conmebol TV transmitem o confronto.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Líder com sobras do Campeonato Brasileiro, com 46 pontos – oito de vantagem justamente para o Palmeiras, segundo colocado -, a equipe mineira não sabe o que é ser derrotada há 12 jogos. O último revés aconteceu em 4 de agosto, diante do Bahia, fora de casa, pelo primeiro encontro das oitavas de final da Copa do Brasil.

A equipe também não perdeu as últimas 13 partidas como mandante, com 11 vitórias e apenas dois empates no período. Além disso, sequer sofreu gols nos últimos sete jogos em casa, um deles contra o próprio Palmeiras, em 14 de agosto, vencido por 2 a 0 pela 16ª rodada do Brasileiro.

  • O Galo ainda ostenta outro retrospecto animador. Desde 2018 não perde como mandante em jogos de mata-mata. A última vez foi diante do Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil daquele ano. Depois disso, 24 jogos seguidos sem ser derrotado.

    A partida terá, além de números à prova, a presença de torcedores no Mineirão. Cuca tem dúvidas, principalmente, para a formação de sua linha ofensiva. Ele não deve contar com Diego Costa, em recuperação de lesão muscular, e tem dúvidas quanto ao aproveitamento de Keno e Savarino.

    Continua após a publicidade

    Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

    Abel Ferreira busca a segunda final consecutiva da competição -
    Abel Ferreira busca a segunda final consecutiva da competição – Andre Penner/Getty Images

    Criticado por uma postura excessivamente defensiva jogando em casa – não chutou uma só vez a gol durante o segundo tempo -, o Palmeiras aposta fichas em seu retrospecto como visitante. O time de Abel Ferreira não perdeu nenhuma das últimas 14 partidas fora de casa na competição, um recorde de invencibilidade.

    Foi fora de casa que Abel comandou a equipe ao que, provavelmente, foi o jogo mais marcante desde a chegada ao país. O treinador superou o River Plate de Marcelo Gallardo por 3 a 0 na última semifinal da Libertadores. Na ocasião, atribuiu a vitória a “inteligência tática”. O triunfo na Argentina garantiu a equipe na decisão mesmo com derrota por 2 a 0 em São Paulo.

    “Posso confidenciar o que o Cuca me disse quando me cumprimentou no último jogo antes de começarmos a discutir. Veio falar comigo, eu lhe agradeço as palavras e também as retribuo. É um treinador muito experiente e eu, muito mais jovem do que ele”, disse o técnico palmeirense.

    “Ele me disse: ‘Que seja um bom jogo. Se estamos aqui os dois é porque as equipes são boas’. Portanto, é isso o que vai acontecer no próximo jogo. Vamos disputar os dois uma passagem à final. Da nossa parte, tudo iremos fazer para que esta vaga seja ocupada pelo nosso Palmeiras”, completou Abel.

    Se mantiver o número a seu favor – ou seja, não perder – o Palmeiras já tem garantida, ao menos, a disputa de pênaltis. Se empatar com gols, conquista a vaga. A possibilidade de usar o contra-ataque anima, porém os resultados recentes contra equipes que ocupam a ponta da tabela do Brasileiro preocupa. O time vem de derrota no dérbi com o Corinthians.

    Abel terá todo o elenco à disposição, inclusive Piquerez e Raphael Veiga, poupados diante do Palmeiras. No meio de campo, ainda há dúvidas se o treinador optará por Felipe Melo ou Danilo para iniciar. Luiz Adriano e Wesley também disputam vaga no ataque.

    Continua após a publicidade
    Publicidade