CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Assistentes brasileiros são suspensos por trocar bandeira por colete

Improviso de Fabricio Vilarinho e Rodrigo Corrêa ocorreu na vitória da Argentina sobre o Chile, em Calama e rendeu 4 meses de gancho

Por Da redação 28 jan 2022, 18h50

Um fato bizarro chamou a atenção durante a vitória da Argentina por 2 a 1 sobre o Chile, em Calama, válido pelas Eliminatórias Sul-Americanas na última quinta-feira, 28. Os assistentes brasileiros Fabricio Vilarinho e Rodrigo Corrêa utilizaram coletes amarelos no lugar das tradicionais bandeirinhas e, pelo improviso, acabaram castigados pela Conmebol: quatro meses de suspensão em jogos organizados pela competição.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

A punição foi anunciada nesta sexta-feira, 28, em comunicado assinado por Wilson Seneme, ex-árbitro brasileiro que hoje preside a comissão de arbitragem da Conmebol. A entidade considerou que a ausência dos “implementos básicos colocou em risco o desenvolvimento normal do jogo”.

O árbitro da partida, o também brasileiro Anderson Daronco, não foi punido. Vilarinho e Correa já entraram em campo com a bandeira improvisada, com um colete amarelo utilizado pela segurança do estádio, pendurado sobre uma espécie de cabo de vassoura. O trio de arbitragem não relatou se teve algum problema com o equipamento tradicional ou simplesmente esqueceu de levá-lo à cidade chilena.

Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês