CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

As maiores contratações da história dos times brasileiros

Botafogo quebrou seu recorde no mercado de transferências ao pagar 33 milhões de reais por Patrick de Paula; veja lista completa

Por Da redação 13 abr 2022, 12h18

Turbinado pela nova gestão comandada pelo empresário norte-americano John Textor, o Botafogo quebrou seu recorde de transferência mais cara ao desembolsar 6 milhões de euros (cerca de 33 milhões de reais) para trazer o volante Patrick de Paula do Palmeiras. A seguir, PLACAR mostra quais foram as maiores contratações da história dos 12 maiores clubes brasileiros.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Os números levam em conta apenas os montantes pagos como taxas de transferências, sem considerar fatores como salários, luvas (bônus pela assinatura) e comissões para intermediários. Os valores em real seguem a cotação cambial da época de cada transferência.

Atlético-MG – Matías Zaracho – 33 milhões de reais

Zaracho apresentado no Atlético-MG -

O Galo pagou 6 milhões de dólares (cerca de 33 milhões de reais na cotação da época) para tirar o meia argentino Zaracho do Racing em 2020. Após um período de adaptação, ele foi peça fundamental da equipe campeã brasileira do ano passado.

Botafogo – Patrick de Paula – 33 milhões de reais

Patrick de Paula apresentado no Botafogo -

O volante revelado no Palmeiras custou 6 milhões de euros, ou 33 milhões de reais, aos cofres do Botafogo de John Textor. Após surgir muito bem no Verdão e perder espaço com Abel Ferreira, ele é a principal aposta do time carioca para a temporada.

Corinthians – Carlos Tevez – 60,5 milhões de reais

Tevez, do Corinthians, durante jogo entre Palmeiras x Corinthians, partida válida pelo Campeonato Brasileiro de Futebol, no estádio Morumbi.P

Contratado com dinheiro da MSI, empresa de Kia Joorabchian e parceira do Corinthians em 2005, a então promessa do Boca Juniors custou 22 milhões de dólares (60,5 milhões de reais, à época). Saiu um ano e meio depois para jogar no West Ham, da Inglaterra.

Cruzeiro – Rodriguinho – 26 milhões de reais

Rodriguinho no Cruzeiro

O meia veio do Pyramids, do Egito, em 2019, em uma transação que foi parar nos tribunais, já que o Cruzeiro não cumpriu os pagamentos que foram acordados. O montante total acertado era de 7 milhões de dólares, ou 26 milhões de reais.

Flamengo – Pedro – 87 milhões de reais

Flamengo recusou procura do Palmeiras por Pedro -

A maior contratação da história do futebol brasileiro é do Flamengo, que pagou 14 milhões de euros – 87 milhões de reais, graças ao câmbio elevado – em 2020 para contratar o centroavante em definitivo junto à Fiorentina, da Itália.

Fluminense – Thiago Neves – 16,2 milhões de reais

Thiago Neves se apresenta ao Fluminense em 2012 -

Continua após a publicidade

Em 2012, o Fluminense desembolsou mais de 16 milhões de reais para repatriar Thiago Neves, que estava no Al-Hilal, da Arábia Saudita. O meia foi campeão brasileiro pelo Tricolor, mas um ano depois acabou revendido ao time árabe.

Grêmio – Jaminton Campaz – 21 milhões de reais

Thiago Neves se apresenta ao Fluminense em 2012 -

O jovem meia colombiano custou 4 milhões de dólares, cerca de 21 milhões de reais, pagos pelo Grêmio ao Tolima, time que o revelou. Não conseguiu evitar o rebaixamento à Série B no ano passado e ainda busca sua melhor forma na equipe gaúcha.

Internacional – Nico López – 35,8 milhões de reais

Nico López

Com os direitos ligados à Udinese, da Itália, o atacante uruguaio custou 11 milhões de dólares (35,8 milhões de reais na cotação da época) aos cofres do Inter em 2016. Saiu em 2020 para jogar no Tigres, do México.

Palmeiras – Miguel Borja – 33 milhões de reais

Borja no Palmeiras

Principal contratação a ter recebido aporte da patrocinadora Crefisa, o colombiano custou 10 milhões de dólares (33 milhões de reais) após se destacar na Libertadores de 2016 pelo Atlético Nacional, mas nunca correspondeu às expectativas.

Santos – Leandro Damião – 41 milhões de reais

Leandro Damião anexou a processo contra o Santos um atestado de pobreza

Outro centroavante contratado a peso de ouro que decepcionou: Damião custou 41 milhões de reais, com ajuda do grupo DIS, para que o Santos o tirasse do Internacional em 2014. O caso também foi parar na justiça, com cobranças contra o clube alvinegro.

São Paulo – Pablo – 26,6 milhões de reais

Pablo viveu boa fase com Crespo, mas depois virou alvo da torcida -

Após boa temporada de Pablo pelo Athletico-PR, o São Paulo pagou 26,6 milhões de reais por 70% dos direitos econômicos do jogador para contar com seus serviços em 2019. Mas o atacante nunca convenceu e acabou voltando ao Athletico neste ano.

Vasco – Edmundo – 24 milhões de reais

Edmundo e Romário, no Vasco, comemorando gol contra o Manchester United -

Na maior contratação do futebol brasileiro até então, o Vasco fez uma parceria com um banco norte-americano e desembolsou 15 milhões de dólares (cerca de 24 milhões de reais à época) em 1999 para repatriar Edmundo, que havia sido vendido um ano e meio antes à Fiorentina, da Itália.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês