Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Artista recria gol que deu o título da Copa Rio ao Palmeiras há 70 anos

Pedro Nuin retratou o histórico tento de Liminha, diante da Juventus, no Maracanã, com base em fotos e descrições da época

Por Luiz Felipe Castro Atualizado em 23 set 2021, 18h40 - Publicado em 22 jul 2021, 08h10

Gol do Palmeiras contra a Juventus, em 1951, recriado por Pedro Nuin
Gol do Palmeiras contra a Juventus, em 1951, recriado por Pedro Nuin Eterno Futebol/Divulgação

Vinte e dois de julho de 1951. Há exatos 70 anos, o Palmeiras conquistou aquele que é considerado por seus torcedores o título mais importante de sua história, a Copa Rio, com um empate em 2 a 2 contra a Juventus, da Itália, diante de mais de 100.000 torcedores no Maracanã. A equipe brasileira jogava por um empate, após vencer o jogo de ida por 1 a 0, e obteve a igualdade com um gol de Liminha (1930-1985), aos 32 do segundo tempo. Naturalmente, há poucos registros, todos em preto e branco, do lance histórico de sete décadas atrás. Por isso, o artista Pedro Nuin, que há alguns anos se dedica a dar vida a momentos marcantes do esporte, decidiu recriá-lo.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Nuin, de 33 anos, já produziu dezenas de obras, das mais variadas equipes brasileiras e estrangeiras, e também da seleção brasileira (confira sua página no Instagram). A ideia de retratar o lance surgiu das controvérsias relacionadas ao campeonato, que contou com a organização da Fifa e até hoje é tema de acalorados debates sobre ser ou não equivalente a um Mundial de Clubes.

“Desde que comecei a desenhar futebol e ter um certo destaque nas redes sociais, muitos torcedores de outros clubes me pediam, como forma de piada, que eu fizesse um lance do título mundial do Palmeiras. Era uma brincadeira, coisa normal de rivais, mas eu achei que realmente seria interessante recriar um lance pouco conhecido deste título que, independentemente da nomenclatura, é histórico”, explica Nuin.

Continua após a publicidade

“O problema é que eu não tinha muitas referências visuais. Fui pesquisar, pedi ajuda ao jornalista Celso Unzelte, a ilustradores experientes como Marco Sousa, até que descobri um vídeo e uma sequência de fotos que me ajudaram a entender como foi o lance”, conta Nuin, cujo sucesso do trabalho consiste em recriar lances famosos de ângulos jamais vistos e com ênfase em cada detalhe.

Continua após a publicidade

“Decidi retratar como se houvesse uma câmera dentro do gol do Maracanã, e me atentei à detalhes como a postura dos jogadores, ao fato de a trave ser quadrada e a rede preta, ao meião do Palmeiras em tom mais escuro que a camisa, à cal que sobe na disputa da bola e ao bigode do Liminha.”

Naquela partida, em que o Palmeiras devolveu o orgulho ao futebol brasileiro, um ano depois da derrota para o Uruguai na final da Copa de 1950, no mesmo estádio, o clube entrou em campo com Fábio Crippa, Salvador Cardelli, Juvenal Amarijo, Túlio Affini, Luís Villa, Dema Lucazechi, Eduardo Lima, Ponce de Léon (Canhotinho), Liminha, Jair Rosa Pinto e Rodrigues Tatu.

A Juventus ficou duas vezes na frente, com gols de Praest e Hansen, mas os tentos de Rodrigues e Liminha garantiram a façanha alviverde. “Se é ou não Mundial eu deixo para a discussão dos torcedores, mas este gol existiu e teve uma importância muito grande”, resume o artista, quer produz quadros, placas e pôsteres deste e de diversos outros lances, para todos os gostos.

O empreendimento começou quase que por acaso. Ao mudar de casa em 2015, ele sofreu para encontrar quadros a seu gosto para decorar a sala. – “Só encontrava Romero Britto e fotos de Nova York em preto e branco” –, e decidiu recorrer à sua paixão por desenho e futebol. Seu primeiro desenho foi o gol do título do Corinthians no Campeonato Paulista de 1977, marcado por Basílio. Depois de familiares e amigos descobrirem o trabalho, as encomendas para outros lances começaram a chegar e o artista decidiu investir em seu dom.

Para cada ilustração, são cerca de três dias de trabalho e mais outros dois para produzir textos e editar vídeos dos lances. Um QR Code estampado na moldura dos quadros oferece aos clientes estas informações adicionais. Até hoje o desenhista já reproduziu nos traços mais de 30 lances diferentes. Confira, abaixo, uma entrevista com Pedro Nuin:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade