ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Argentina x Brasil: com dores na coxa, Neymar está fora do clássico

Messi, por sua vez, foi confirmado entre os titulares pelo técnico Lionel Scaloni

Por Da Redação Atualizado em 15 nov 2021, 17h45 - Publicado em 15 nov 2021, 17h07

A seleção brasileira terá um grande desfalque para a partida contra a Argentina na próxima terça-feira, 16, em San Juan, a partir das 20h (de Brasília). Neymar está fora do maior clássico do futebol sul-americano, em jogo válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em razão de dores na coxa, informou a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta segunda-feira, 15. Lionel Messi, por sua vez, foi confirmado entre os titulares pelo técnico Lionel Scaloni.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Segundo a CBF, Neymar “queixou-se de dores na região do adutor da coxa esquerda” e “relatou insegurança com a situação. Por não haver tempo hábil para a realização de exames complementares, a comissão técnica optou por preservar o jogador que não viajará com a delegação da seleção Brasileira para San Juan.”

Do lado argentino, o técnico Lionel Scaloni abriu mão do mistério e cravou: Lionel Messi estará em campo. O camisa 10, que perdeu os últimos jogos do PSG por problemas físicos, foi preservado (entrou no segundo tempo) da vitória sobre o Uruguai na última sexta-feira 12 e será titular no clássico. “No outro dia ele estava bem fisicamente, mas decidimos que era melhor que jogasse apenas alguns minuto para ir ganhando ritmo. Para amanhã, está confirmado e vai jogar, esperamos que se encontre bem”, afirmou Scaloni na entrevista coletiva em San Juan.

Scaloni não revelou toda a equipe, mas a provável escalação da Argentina mantém a base campeã da Copa América no último duelo entre as equipe, em julho,no Maracanã: Martinez, Molina (ou Montiel), Romero, Otamendi e Acuña; De Paul, Paredes (ou Rodríguez) e Lo Celso; Messi, Lautaro Martinez e Di María.

O técnico argentino foi questionado sobre o último duelo, que encerrou um jejum de 27 anos sem conquistas da seleção adulta. “Se não tivéssemos conquistado o título, o trabalho teria sido bom de todas as formas. Sempre se agiganta tudo por conta da vitória, mas a mensagem que passamos as pessoas gostara e está além do resultado.”

Ele ainda fez questão de elogiar o líder das Eliminatórias. “Esta equipe do Brasil é a mais vertical dos últimos tempos. Tentaremos minimizar as coisas boas que eles têm. Queremos tomar o controle da partida.” Todos os 25.000 ingressos para a partida no acanhado estádio San Juan del Bicentenario.

Tite recebe Marcos e Abel Ferreira

Continua após a publicidade

A seleção brasileira realizou nesta segunda seu último treino na Academia de Futebol do Palmeiras, em São Paulo, antes de viajar a San Juan. Antes de ter a notícia do corte de Neymar, a atividade teve clima de alegria e contou com a presença de dois ídolos do clube alviverde: o ex-goleiro Marcos, campeão mundial em 2002, o o atual técnico da equipe, Abel Ferreira. Ambos tiveram um longo e animado papo com Tite, Neymar e companhia.

“Bom te ver, muito mais do que tu imagina. Tu não sabe o quanto eu tenho de gratidão carinho e tudo contigo”, disse Tite a Marcos, em trecho de vídeo registrado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Eles trabalharam juntos no Palmeiras, em 2006.

“É bom estar aqui contigo”, disse Abel a Neymar. O treinador lusitano também trocou afagos com Tite e com César Sampaio e Juninho Paulista, membros da comissão da CBF, também com passagens pelo Palmeiras.

O goleiros palmeirense Weverton também confraternizou com os atletas. Ele só não integrou o grupo da seleção, pois a CBF fez um acordo com os clubes nacionais para evitar convocações de atletas envolvidos em jogos decisivos. Gabriel Chapecó, reserva do Grêmio, foi seu substituto.

Como o treino foi fechado a jornalistas, Tite não deu pistas sobre a escalação. Além de Neymar, ele certamente terá um desfalque importante: Casemiro, suspenso por acumulo de cartões amarelos, que deve dar lugar a Fabinho, do Liverpool. Gabriel Jesus, vaiado na vitória sobre a Colômbia, não tem vaga garantida no ataque e Matheus Cunha pode ganhar uma chance como centroavante.

 

Continua após a publicidade

Publicidade