CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Após três demissões na 1ª rodada, dança das cadeiras começa no Brasileirão

Athlético-PR, América-MG e Goiás anunciaram a saída de seus técnicos na primeira rodada do Brasileirão; regra que limitava troca acabou para este ano

Por Da redação Atualizado em 15 abr 2022, 10h05 - Publicado em 15 abr 2022, 10h00

Ao fim da primeira rodada da atual edição do Campeonato Brasileiro, três clubes já trocaram de técnicos: o Athlético-PR trouxe Fábio Carille para o lugar de Alberto Valentim, o América-MG despediu Marquinhos Santos e apostou em Vagner Mancini, enquanto o Goiás trocou o interino Glauber Ramos por Jair Ventura.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Pelo segundo ano consecutivo, Alberto Valentim foi o primeiro demitido na competição. Ele havia assumido o Furacão em outubro, mas acabou perdendo o emprego após a derrota por 4 a 0 para o São Paulo na estreia do Brasileirão.

Nos mesmos seis meses, Marquinhos Santos comandou o América-MG na reta final do Brasileiro 2021 e na classificação heroica para a primeira fase de grupos de Libertadores. Após uma má campanha no Campeonato Mineiro foi demitido.

Para o seu lugar, o Coelho anunciou o retorno de Vagner Mancini, curiosamente seis meses depois do técnico deixar o time para comandar o Grêmio, em outubro do ano passado.

Vágner Mancini está de volta ao América-MG
Vágner Mancini está de volta ao América-MG – América MG/Facebook

Segundo dados do site ge.com, um treinador permanece, em média, em um clube da elite do país por cerca de 5,9 meses. Mais breve ainda foi a passagem do técnico Bruno Pivetti no Goiás, que ficou no cargo por cerca de um mês, comandado a equipe em sete jogos até sair do clube junto ao coordenador de futebol, Paulo Autuori. Ele foi sucedido por Glauber Ramos, integrante da comissão técnica fixa, que acabou preterido após perder a final do estadual e iniciar o Brasileiro com derrota.

Jair Ventura é o novo técnico do Goiás
Jair Ventura é o novo técnico do Goiás – Fernando Alves/ E C Juventude/Twitter
Continua após a publicidade

O Campeonato Brasileiro deste ano não terá mais regra imposta pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que limitava a apenas uma demissão de técnico por clube da Série A ao longo do competição. Na prática, o retorno à antiga regra não surte efeito. Isso porque mesmo com a limitação da CBF, havia uma brecha para a saída por “comum acordo” entre o técnico e o clube.

Curiosamente, ao fim do último Brasileirão, 21 mudanças de técnico nos clubes da elite foram feitas, o segundo menor na era dos pontos corridos (ou seja, desde 2003). A menor marca no período é a de 2012, quando 20 mudanças de técnicos foram registradas. Já no ano anterior, em 2020, foram 28 trocas,

Abel Ferreira está no Palmeiras desde o fim de 2020
Abel Ferreira está no Palmeiras desde o fim de 2020 – Cesar Greco/S.E. Palmeiras

Ainda no ano passado, apenas cinco times terminaram o Brasileirão com o mesmo técnico do começo do campeonato: Palmeiras (Abel Ferreira), Red Bull Bragantino (Maurício Barbieri), Corinthians (Sylvinho), Fortaleza (Juan Pablo Vojvoda) e Atlético-MG (Cuca).

Barbieri, por sinal, é o técnico mais longevo da atual elite nacional. O comandante de 40 anos assumiu o time em setembro de 2020 e foi um dos responsáveis pelo 6ª lugar e a inédita disputa da fase de grupos da Libertadores.

As próximas vítimas não devem demorar muito a surgir. Neste momento, o mais pressionado parece ser o uruguaio Alexander Cacique Medina, do Inter. Com o empate em 1 a 1 com o Guaireña, do Paraguai, no Beira-Rio, pela Sul-Americana na última quinta-feira, ele chegou a apenas 47% de aproveitamento no ano e ouviu protestos pedindo sua demissão em Belo Horiozonte. 

Barbieri é o técnico mais longevo do Brasileirão
Baribieri é o técnico mais longevo do Brasileirão – RB Bragantino/Facebook

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês