ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Após deixar o Real Madrid, Zidane desabafa: ‘Clube não me dava confiança’

Técnico francês também lamentou relacionamento distante com o presidente Florentino Pérez e citou ter sido ‘machucado’ por notícias vazadas a jornais

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 19h34 - Publicado em 31 Maio 2021, 10h13

O jornal espanhol As publicou nesta segunda-feira, 31, uma carta aberta escrita pelo ex-técnico do Real Madrid, o francês Zinedine Zidane, com explicações e críticas direcionadas ao seu último ciclo no clube, encerrado no último dia 27 de maio. O depoimento cita, principalmente, que não havia mais confiança na relação com o Real e que sofreu com um relacionamento já desgastado com o presidente Florentino Pérez.

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

“Hoje as coisas são diferentes. Estou saindo porque sinto que o clube não me dá mais a confiança de que preciso, não me oferece o suporte para construir algo a médio ou longo prazo. Conheço o futebol e conheço as exigências de um clube como o Madrid, sei que quando não se vence é preciso ir, mas aqui uma coisa muito importante foi esquecida, foi esquecido o que construo no dia a dia, o que tenho contribuído no relacionamento com os jogadores, com as 150 pessoas que trabalham ao redor da equipe”, disse o treinador.

“Sou vencedor nato e estive aqui para conquistar troféus, mas, além disso estão os seres humanos, as emoções, a vida e tenho a sensação de que essas coisas não foram valorizadas, que não foi compreendido que isso também se mantém a dinâmica de um ótimo clube. Até, de certa forma, fui censurado”, completa.

Zidane disse que não pedia privilégios, mas que gostaria que a relação com Pérez tivesse sido diferente comparada a outros treinadores. Ele conta que ficou bastante incomodado com notícias que davam conta de uma possível demissão por conta de ausência de resultados. “Machucou a mim e a toda a equipe porque essas mensagens vazadas intencionalmente para a mídia criaram interferências negativas na equipe, criaram dúvidas e mal-entendidos.”

“Não abandono o barco e não estou cansado de treinar. Gostaria que nos últimos meses minha relação com o clube e com o presidente tivesse sido um pouco diferente”, relata em outro trecho.

Capa do jornal As, com as declarações de Zidane -
Capa do jornal As, com as declarações de Zidane – Reprodução/Twitter

No comunicado de desligamento, o Real Madrid disse que a opção pelo rompimento partiu de Zidane e que “chegou o momento de respeitar a sua decisão e mostrar o nosso apreço por seu profissionalismo, dedicação e paixão em todos estes anos”.

O clube ainda não anunciou quem será o seu novo treinador para a próxima temporada. Nomes como do italiano Antonio Conte, que recentemente se desligou da Inter de Milão, e o de Raúl González, um dos maiores ídolos da história do clube e atual treinador do time B do Real, são cotados.

UOL Esporte Clube | Assine e acompanhe transmissões de grandes jogos e programas esportivos de onde você estiver.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade