ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Além de Mbappé, Real Madrid se movimenta por Pogba e mais três em 2022

Espanhóis desejam assinar gratuitamente com jogadores em fim de contrato em julho do ano que vem; Rudiger, Goretska e Camavinga estão na mira

Por Da Redação Atualizado em 23 set 2021, 17h35 - Publicado em 18 ago 2021, 09h41

O Real Madrid deseja ser protagonista no próximo mercado de transferências e já tem planos operacionais para convencer quatro nomes de peso a se transferirem para o clube em julho de 2022, segundo o jornal espanhol As. O clube merengue busca reforçar a equipe para retornar à briga pela hegemonia na Europa. Os alvos são o zagueiro Antonio Rudiger, do Chelsea, além dos meio-campistas Paul Pogba, do Manchester United, Eduardo Camavinga, do Rennes, e Leon Goretzka, do Bayern de Munique..

Assine a revista digital no app por apenas R$ 8,90/mês

Para esta temporada, o time treinado por Carlo Ancelotti realizou apenas uma contratação relevante: o defensor David Alaba, que chegou após fim de contrato com o Bayern de Munique. Por outro lado, os madrilenhos contaram com diversas saídas, entre elas, a dos zagueiros Raphael Varane e Sergio Ramos.

Como noticiado pelo jornal espanhol, o principal alvo ainda é o atacante Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain. O francês ainda não renovou com o time parisiense e pode assinar um pré-contrato com o Real já no fim deste ano. Além da jovem estrela, os merengues buscarão a contratação de Paul Pogba, outro campeão do mundo em 2018.

O clube espanhol almeja construir mais uma equipe de alto nível, porém sem os gastos exorbitantes que eram comuns antes da pandemia causada pelo coronavírus, que diminuiu as rendas da maioria dos clubes do mundo.

Outro sonho é a contratação do atacante Erling Haaland, principal nome do Borussia Dortmund. O diretor esportivo do clube, Michael Zorc, assegurou que é garantida a presença do norueguês durante a temporada 2021/2022. Aos 21 anos, com média de um gol por jogo, ele tem um contrato até 30 de junho de 2024, mas com multa que permite sua saída em 2022 caso alguém desembolse 75 milhões de euros (464 milhões de reais pela cotação atual).

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade