CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

A crise no Real Madrid depois de levar 7 gols em clássico

Maior campeão europeu foi derrotado por 7 a 3 pelo Atlético de Madri em amistoso nos Estados Unidos; Zidane e Sergio Ramos desabafaram

Por Da redação Atualizado em 28 set 2021, 10h37 - Publicado em 27 jul 2019, 18h19

Ser derrotado em um clássico costuma trazer consequências negativas para qualquer clube do mundo. Imagine então sofrer uma goleada de 7 a 3 diante de seu rival local. Ainda que o fato tenha ocorrido em um amistoso de pré-temporada, o Real Madrid amanheceu sob forte turbulência neste sábado, 27, depois da dura derrota diante do Atlético de Madri, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, com quatro gols do brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa.

O diário Às, de Madri, foi contundente em suas críticas ao maior campeão europeu. “Um vexame para fazer cabeças rolarem“, escreveu o diário, ao analisar a atuação de cada um dos jogadores. O técnico Zinedine Zidane, um dos mais contestados, tentou manter a habitual calma na entrevista coletiva no Metflife Stadium. Mas, segundo a imprensa local, nem sequer passou pelo vestiário depois da goleada – foi do campo pra sala de entrevistas e, de lá para o ônibus.

“Entramos muito mal. Faltou tudo para nós, sobretudo a intensidade necessária neste momento. Para nós foi um amistoso. Para o Atlético não. Houve um rendimento abaixo de todos”, afirmou Zidane. “Marcaram sete gols na gente, isso não pode acontecer. Os jogadores sabem disso e estão decepcionados. Mas não há mais o que falar: eles foram melhores em tudo, é uma partida de pré-temporada”, completou.

O capitão Sergio Ramos assumiu o papel de líder do time e também deu as caras. “A sensação não é nada boa. O ano acaba de começar, são jogos para que a gente alcance nível de competição. Mas nós tomamos como um amistoso e eles não. Nos ferramos, porque se pode perder de muitas formas, mas assim não”, desabafou. 

O diário Marca, o maior esportivo de Madri, abriu enquetes para contestar membros da equipe e a maioria dos votantes considera que Zidane, três vezes campeão da Liga dos Campeões como treinador do clube, não é a pessoa ideal para comandar a atual reformulação.

A goleada impiedosa do Atlético de Madri, que reformulou quase toda a equipe, com destaque para a contratação do português João Félix, destaque do clássico nos EUA, também alimentou rumores sobre a necessidade de o Real Madrid também ir ao mercado. As possíveis chegadas de Neymar e Paul Pogba poderiam amenizar as críticas da exigente torcida.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 14,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês