CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

A Copinha voltou: relembre grandes nomes revelados na competição

Raí, Cafu, Dener e Neymar passaram pela Copa São Paulo de Futebol Júnior antes de explodirem no futebol profissional

Por Da Redação Atualizado em 31 dez 2021, 08h34 - Publicado em 31 dez 2021, 08h30

A Copa São Paulo de Futebol Júnior está de volta, após o cancelamento da edição 2021 em razão da pandemia causada pela Covid-19. Celeiro de craques, a Copinha, como é popularmente conhecida, começa no próximo dia 2 de janeiro e termina dia 25, data do aniversário da capital paulista. PLACAR relembrou grandes nomes revelados na competição:

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Raí

Raí foi formado pelo Botafogo-SP
Raí foi formado pelo Botafogo-SP – Site Oficial Raí/Reprodução

Ídolo do São Paulo e do Paris Saint-Germain, o meia Raí jogou a Copinha de 1983, pelo Botafogo de Ribeirão Preto. Aos 17 anos, levou o time do interior paulista à final, mas foi derrotado pelo Guarani, de Campinas. No ano seguinte, foi lançado no time principal.

Cafu

Cafu
Cafu, bicampeão mundial com o Brasil, jogou a Copinha – Site do Cafu/Reprodução

Bicampeão de Copa do Mundo com a seleção brasileira, o lateral-direito Cafu participou da Copa São Paulo, em 1988. Atuando como atacante, aos 18 anos, o jogador defendeu o São Paulo e agradou a comissão técnica, que o promoveu para profissional no ano seguinte.

Dener

Dener explodiu na Copinha de 1991
Dener explodiu na Copinha de 1991 – Portuguesa/Reprodução

Veloz, habilidoso e com a cara do futebol brasileiro. Dener estourou pela Portuguesa, durante a Copinha de 1991, quando conquistou o título sobre o Grêmio. Mais tarde, defendeu o time gaúcho e, posteriormente, o Vasco. Morreu em 1994, aos 23 anos, em um trágico acidente de carro.

Neymar

Neymar estreou na Copinha aos 15 anos
Neymar estreou na Copinha aos 15 anos – Santos/Reprodução

Atualmente no Paris Saint-Germain, o melhor jogador brasileiro que surgiu neste século tem em seu currículo a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Neymar disputou duas vezes o torneio, uma em 2008, aos 15 anos, quando se tornou o mais jovem jogador a marcar na competição (marca batida posteriormente por Kaio Jorge, outro “menino da Vila”), e em 2009, aos 16, semanas antes de se profissionalizar. Parou, respectivamente, nas oitavas e quartas de final. 

Continua após a publicidade

Rogério Ceni

Rogério Ceni, campeão e melhor goleiro da Copinha 1993
Rogério Ceni, campeão e melhor goleiro da Copinha 1993 – São Paulo/Reprodução

No patamar mais alto dos ídolos são-paulinos, Rogério Ceni, hoje treinador do clube paulista, foi campeão e melhor goleiro da competição de 1993, quando tinha 20 anos.

Gabriel Jesus

Gabriel Jesus explodiu na edição 2015
Gabriel Jesus explodiu na edição 2015 – César Grecco/S.E. Palmeiras

Extremamente badalado nas categorias de base do Palmeiras, Gabriel Jesus estourou na Copinha de 2015. Com 17 anos, o atacante marcou cinco gols em seis jogos e chegou à semifinal do torneio. Um ano e meio depois, o atacante, hoje no Manchester City, já estava convocado por Tite pela seleção adulta.

Djalminha, Marcelinho Carioca e Paulo Nunes

Flamengo, campeão da Copinha 1990
Flamengo, campeão da Copinha 1990 – Flamengo/Reprodução

Na edição de 1990, o Flamengo contava um time extremamente forte, coroado pelos dois meias, Djalminha e Marcelinho Carioca, e o atacante Paulo Nunes. O título veio com atuações memoráveis, mas nenhum dos nomes chegaria a explodir pela equipe profissional.

Falcão

Falcão nos Jogos Olímpicosde 1972, em Munique, com apenas 18 anos
Falcão nos Jogos Olímpicos
de 1972, em Munique Fernando Pimentel/Placar

Em 1972, o meio-campista Falcão defendeu o Internacional na competição. Chegou à final da Copinha, mas foi derrotado pelo Nacional, clube da capital paulista. No mesmo ano, defendeu o Brasil, nas Olimpíadas de Munique.

Marquinhos

Marquinhos venceu a Copinha de 2012
Marquinhos venceu a Copinha de 2012 – Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

O Corinthians, maior campeão da história da Copa São Pauto, com 10 títulos, é outro celeiro de grandes jogadores. Em 2012, quando o clube venceu o torneio, o zagueiro Marquinhos, hoje no PSG e ostentando o título de um dos melhores do mundo, foi importante na conquista. Pouco tempo depois, já foi ao futebol europeu.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês