CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Suárez e Cavani: histórica dupla uruguaia está livre no mercado

Saindo de Atlético de Madri e Manchester United, centroavantes veteranos são especulados na Europa, EUA e América Latina

Por Da redação Atualizado em 15 jun 2022, 10h20 - Publicado em 15 jun 2022, 10h16

Companheiros na seleção uruguaia há 14 anos, Luis Suárez e Edinson Cavani estão livres no mercado. De saída de Atlético de Madri e Manchester United, respectivamente, os atacantes de 35 anos ainda têm espaço na Europa, mas não mais nas principais potências, o que pode abrir caminho para novas aventuras. Times de México, Estados Unidos, Argentina e Brasil vêm sendo especulados como possíveis destinos.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

Integrante do trio MSN, com Messi e Neymar, que encantou o planeta entre 2015 e 2017, Luis Suárez vem de um ano abaixo de sua média. Em 2021/22, pelo Atlético, o uruguaio marcou 13 gols em 45 jogos. Foi a primeira temporada em que Luisito balançou a rede menos de 20 vezes desde 2012.

No entanto, o atacante foi titular em apenas 20 dos 35 jogos (com média de 53 minutos em cada) que disputou no último Campeonato Espanhol. Assim, com os 11 gols marcados apenas em La Liga, precisou de menos de duas partidas para marcar um tento, uma boa média. No ano anterior, Suárez foi o grande protagonista no título espanhol do Atlético.

De acordo com o jornal espanhol Mundo Deportivo, 11 clubes estão interessados em Suárez. São eles Corinthians, Botafogo, Ajax (HOL), Aston Villa (ING), Liverpool (ING), Fiorentina (ITA), Atalanta (ITA), Galatasaray (TUR), River Plate (ARG), Nacional (URU) e Emelec (EQU). O diário também citou que clubes dos Estados Unidos têm o uruguaio como sonho.

Continua após a publicidade

Enquanto isso, Cavani finaliza a pior temporada de toda sua carreira. Afastado da ações em mais de 129 dias em razão de lesões, desgaste físico e Covid-19, o atacante fez apenas 20 jogos e dois gols na temporada pelo Manchester United. Foram apenas quatro partidas em que o uruguaio completou 90 minutos dentro de campo.

Maior artilheiro da história do PSG com 200 gols, Cavani tem esperança de recuperar a boa fase. Revelado pelo Danubio, do Uruguai, em 2006, segue sendo objeto de desejo na América Latina. O altíssimo salário aparece como principal empecilho, mas em recente entrevista ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, Cavani abriu as portas para um retorno ao continente.

“Quando assisto pela televisão um jogo da Copa Libertadores, quando vejo um clássico da América do Sul, fico arrepiado, adoro assistir, adoro sentir. Me imagino um dia jogando ali. Não é um futuro distante, pode acontecer porque não subestimo nada no futebol. Muito menos hoje, que se trabalha tanto, é muito equilibrado”, disse. Ele ainda citou a última disputa do Mundial de Clubes. “Se observamos a final entre Palmeiras e Chelsea, foram jogos equilibrados, competitivos. Por isso eu não subestimo nada no futebol. Eu gosto e sou apaixonado pelo futebol como um todo, não por uma liga.”

Como em janelas anteriores, o nome de Cavani vem sendo especulado no Corinthians, que intensificou a busca por um centroavante após a rescisão de Jô. O Botafogo também chegou a negociar com o uruguaio, segundo informações de Octávio Bocão, jornalista da Botafogo TV. Segundo a imprensa local, o Toluca, do México, já realizou uma proposta oficial, enquanto na Argentina, há anos, o Boca Juniors aparece como principal interessado no uruguaio.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN!

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês