CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Usain Bolt critica redução de pena de Tyson Gay por doping

Tyson teve a pena reduzida de dois para um ano, após contar quem participava e como funcionava esquema de dopagem

Por Da Redação Atualizado em 29 set 2021, 20h59 - Publicado em 24 abr 2015, 12h32

Usain Bolt reprovou a redução de pena concedida a Tyson Gay, velocista americano flagrado no doping em 2013. Gay recebeu suspensão de dois anos e reduzida para apenas um após colaborar com a Agência Antidoping dos Estados Unidos durante a investigação do seu caso. Em entrevista à revista Runner’s World, Bolt disse que a redução de pena “é a coisa mais estúpida que já ouviu”. “Ele pegou um ano apenas porque falou às autoridades sobre como o esquema era feito e quem o ajudou.” Para Bolt, a decisão “envia uma mensagem errada”, a de que “se fizer isso e for apanhado, apenas diga o que sabe e iremos reduzir sua pena. A mensagem deveria ser: ‘Se trapacear, será expulso do esporte.’ Se estão recebendo pena leve, por que iriam se importar?”

Doping poderá dar três anos de cadeia na Alemanha

Os ídolos do esporte brasileiro pegos no doping

Gay recebeu em 2014 a redução de pena para um ano depois de ter testado positivo para o uso de esteroides anabolizantes em 2013. Normalmente, o americano deveria cumprir punição de dois anos, prevista para este tipo de caso, mas foi liberado para competir em julho passado, após colaborar com a investigação da Agência Antidoping, que resultou em suspensão de oito anos ao ex-técnico do atleta, Jon Drummond. A investigação comprovou que o treinador possuía, traficava e administrava substâncias proibidas em seus atletas.

Tenista dos EUA é suspenso por 15 anos por doping

Gay foi obrigado a devolver a medalha de prata conquistada com o revezamento 4x100m dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, pois admitiu o doping pouco tempo antes da olimpíada. Ele também perdeu tudo que conquistou a partir de 15 de julho de 2012 – marcas pessoais, premiação em dinheiro e medalhas.

Anderson Silva é pego no antidoping de novo

Gay voltou a competir em julho e conseguiu marcar tempos melhores que Bolt. Os dois devem se enfrentar no Mundial de Atletismo, em agosto. Bolt tem seis ouros olímpicos e os recordes mundiais das provas dos 100m e dos 200m.

O atleta norte-americano Tyson Gay
O atleta norte-americano Tyson Gay VEJA

(Da redação)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês