ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

UFC: Maurício Shogun e Lyoto Machida vencem por nocaute

Brasileiros esperam decisão de quem lutará pelo título dos meio-pesados

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 16h59 - Publicado em 4 ago 2012, 23h55

Lyoto Machida e Maurício Shogun deram o primeiro passo, na noite deste sábado, em Los Angeles, para ganhar a chance de disputar o cinturão dos meio-pesados. Nas duas lutas principais do UFC on Fox 4, Lyoto Machida nocauteou Ryan Bader no segundo round e, logo em seguida, no último combate da noite, Maurício Shogun, a duras penas, conseguiu apagar Brendon Vera no quarto round – os dois estavam exaustos já na metade do segundo período. Agora cabe ao chefão do UFC, Dana White, dizer quem será o desafiante do vencedor da luta entre o atual campeão Jon Jones e Dan Henderson, dia 1º de setembro.

Pela qualidade técnica e preparo físico, o próximo candidato a campeão dos meio-pesados deve ser Lyoto Machida, que controlou toda sua luta. Depois de perder para Jon Jones no UFC 140, em dezembro, Lyoto Machida mudou-se para os Estados Unidos para treinar na academia de Anderson Silva e Rodrigo Minotauro, a Black House. Machida, carateca por excelência, começou mantendo distância do americano, que não conseguia acertar seus golpes. No segundo round, Ryan Bader atacou o brasileiro, que acertou um soco de direita no contra-ataque e partiu para o ground and pound para conseguir o nocaute, determinado pelo árbitro antes de Machida acertar o terceiro soco seguido no desfalecido adversário.

No confronto mais importante da noite, Maurício Shogun tentou levar Brendon Vera para o chão, queria a luta no ground and pound, mas o americano quase conseguiu uma guilhotina. O brasileiro teve uma boa posição no chão, arriscou alguns golpes, mas não deu tempo de terminar a luta ali, o tempo acabou. No segundo período, Shogun começou bastante agressivo, Vera sentiu os golpes, mas nada aconteceu. Os dois se arrastavam na metade do segundo round e não demonstravam combatividade. A luta se arrastou com os lutadores cansados, mas Shogun buscou um bom golpe em um momento em que Vera estava mais cansado ainda e o nocauteou no quarto round. “Cansei um pouco, isso não deveria acontecer”, disse o brasileiro, visivelmente descontente com seu rendimento.

No card preliminar, outros dois brasileiros lutaram. O meio-pesado Wagner Caldeirão estreou contra Phil Davis, mas a luta ficou sem resultado, pois o americano acertou o olho de Caldeirão com os dedos. No primeiro round, Calderião aplicou uma boa sequência de golpes, mas Davis deu quase um tapa de mão aberta no rosto do brasileiro e feriu seu olho direito, que sangrou de imediato. Caldeirão tinha cinco minutos para se recuperar, mas avisou aos árbitros que estava vendo dois adversários. Os médicos cancelaram a luta, que ficou sem resultado.

Antes, Rani Yahya, brasiliense de 27 anos, conseguiu uma finalização no primeiro round contra o americano Josh Grispi, na categoria peso-pena. Yahya tem agora duas vitórias e uma derrota no UFC.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Leia também:

Anderson Silva só deve lutar em 2013

Nas lutas, Anderson Silva e Chael Sonnen invertem papéis –

No auge da popularidade, o MMA vai dando adeus a suas lendas –

‘Eu apanhei de Júnior Cigano. Mas quero minha revanche’

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade