ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

UFC: José Aldo volta ao octógono em agosto, contra Pettis

Jornal ‘USA Today’ afirma que ele pode enfrentar ex-campeão do WEC no Rio

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 20h45 - Publicado em 5 fev 2013, 09h30

O brasileiro José Aldo manteve o cinturão dos penas na madrugada de domingo, quando dominou os cinco rounds e derrotou o americano Frankie Edgar por decisão dos juízes no UFC 156, em Las Vegas. Na manhã desta terça-feira, o jornal USA Today revelou que Aldo já tem seu próximo desafio marcado: em 3 de agosto, contra Anthony Pettis. Pouco depois, a própria franquia confirmou a luta, dizendo que o duelo fará parte do UFC 163. O local do confronto ainda não foi definido, mas uma das cidades cotadas para receber o duelo é o Rio de Janeiro – Aldo já lutou na HSBC Arena em 2012, quando nocauteou o americano Chad Mendes ainda no primeiro round. Pettis, que luta entre os leves, deve descer de categoria para enfrentar o brasileiro.

Leia também:

UFC divulga seu 1º ranking oficial – com Anderson no topo

UFC 156: noite brasileira estraga os planos de Dana White

O dilema do UFC: respeitar o esporte ou priorizar o show?

Logo depois de José Aldo vencer Frankie Edgar, Dana White disse em conversa com os jornalistas que Anthony Pettis enviou uma mensagem de texto para seu celular desafiando o brasileiro. Pettis fez história no extinto World Extreme Cagefighting (WEC), que foi comprado pelo UFC em 2010. Ele se tornou campeão do torneio ao vencer Ben Henderson, atual campeão da categoria peso-leve, com um nocaute cinematográfico: um chute no rosto, depois de dar dois passos andando pela grade. No UFC, Pettis estreou com uma derrota para Clay Guida, em 2011, mas se recuperou e conseguiu duas vitórias convincentes.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Leia também:

Pezão nocauteia Overeem e já sonha com título

Minotouro vence e tira Rashad da rota do Spider

Demian usa jiu-jitsu, vence e sobe na categoria

De acordo com o USA Today, o UFC está procurando uma arena entre quatro candidatas: Las Vegas, Chicago, Texas e Rio de Janeiro. Em conversa com os jornalistas antes do UFC São Paulo, em janeiro, Marshall Zelaznik, executivo responsável pelo desenvolvimento internacional do UFC, disse que o torneio espera realizar uma noite de lutas no Rio de Janeiro em agosto, mas não confirmou os lutadores.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade