Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

UFC: evento em Jaraguá estreia o novo sistema de bônus

Torneio anunciou mudanças nas premiações aos lutadores que se destacam

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 22h32 - Publicado em 12 fev 2014, 07h49

Já era hábito dos fãs de MMA dar seus palpites sobre quem deveria ficar com os bônus de melhor nocaute e melhor finalização da noite depois de cada evento do UFC. Os ganhadores, escolhidos pelo próprio torneio, eram anunciados pelo presidente da franquia, Dana White, na entrevista coletiva depois das lutas. O roteiro vai mudar um pouco a partir do segundo evento do UFC em Jaraguá do Sul, no sábado. O UFC Fight Night 36, que tem como luta principal o duelo entre Lyoto Machida e Gegard Mousasi, vai estrear um novo sistema de premiação, que não ficará restrito a nocautes e finalizações. O valor do bônus, porém, não muda: 50.000 dólares (em casos excepcionais, Dana White pode aumentar esse montante).

Leia também:

Em Jaraguá, semana decisiva para a divisão dos médios

Ingressos à venda para primeiro evento do UFC em Natal

Brasileiro do UFC é preso após briga com arma na Flórida

No UFC 169, Brasil 2 x 0 EUA. E Dana White comemora…

O prêmio de melhor luta da noite, que rende recompensa de 50.000 dólares tanto para o ganhador como para o derrotado no combate, continua existindo. A partir de agora, no entanto, os dois outros bônus serão de “melhores performances da noite”, para os dois lutadores que tiverem o melhor desempenho individual. A mudança, anunciada na noite de terça-feira, pode servir para resolver alguns impasses – em alguns eventos, há poucas finalizações mas muitos nocautes, por exemplo. Com a alteração, o UFC pode ter mais liberdade para reconhecer os destaques de cada card, sem ficar tão limitado ao critério de nocaute e finalização. Os recordistas de bônus são Anderson Silva e Joe Lauzon, com doze premiações cada.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade