ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

UFC divulga seu 1º ranking oficial – com Anderson no topo

Brasileiro lidera a lista que engloba os melhores lutadores entre todos os pesos

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 20h44 - Publicado em 5 fev 2013, 10h28

Atendendo a um antigo desejo dos fãs, o UFC divulgou nesta segunda-feira o seu primeiro ranking oficial de lutadores. Além de eleger os principais atletas de cada categoria, a relação tem como maior atração a lista dos dez melhores lutadores do mundo – o chamado ranking peso por peso. Sem surpresas, o brasileiro Anderson Silva aparece no topo, seguido por outros dois superastros da organização: o americano Jon Jones, em segundo, e o canadense Georges St-Pierre, em terceiro. Campeão dos penas, José Aldo aparece em quarto na lista peso por peso.

Brasileiros – Nos rankings por categoria de peso, o UFC estabeleceu o critério de que o campeão da divisão sempre aparece no topo, com os outros dez melhores sendo listados abaixo. Bem representado, o Brasil conta com pelo menos um lutador em cada uma das oito categorias. Os destaques são a presença de quatro atletas do país nos pesados – Junior Cigano (1º), Fabrício Werdum (2º), Antônio Pezão (4º) e Minotauro (7º) – e outros quatro nos meio-pesados – Lyoto Machida (2º), Glover Teixeira (4º), Minotouro (5º) e Shogun (7º).

Leia também:

Noite brasileira no UFC 156 estraga os planos de Dana White

O dilema do UFC: respeitar o esporte ou priorizar o show?

O ranking oficial do UFC foi elaborado por noventa jornalistas especializados em MMA de diversos países do mundo. Os profissionais da imprensa enviaram as suas avaliações logo após as lutas do UFC 156, realizado no último sábado em Las Vegas.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

A existência da novidade, no entanto, não vai impedir a realização de combates que podem parecer sem sentido pelos critérios técnicos – mas que são justificáveis pelo apelo comercial -, como o confronto entre Jon Jones e Chael Sonnen, agendado para abril. Portanto, as listas oficiais do UFC serão, sim, uma referência na hora de casar as lutas, mas a palavra final continua sendo a do chefão Dana White.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade