CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

UFC: Anderson Silva afirma que não derrotaria Jon Jones

Nos Estados Unidos, campeão diz que só teria experiência a seu favor no duelo

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 09h33 - Publicado em 2 jul 2013, 12h18

O campeão pretende despachar o desafiante Weidman no sábado e costurar uma outra superluta, contra o canadense Georges St-Pierre

O campeão Anderson Silva é considerado o melhor lutador peso por peso do planeta, mas acha que não seria páreo para o detentor do cinturão da categoria peso meio-pesado, o americano Jon Jones, Em entrevista divulgada na segunda-feira pelo site americano MMA Fighting, o Spider, dono do título dos médios e invicto no UFC, afirma que Jones é uma espécie de versão mais jovem dele mesmo. “Ele é diferente. É grande, é jovem. Quando vejo Jon Jones, enxergo muito de mim mesmo no passado. Ele é um lutador muito inteligente”, elogiou, para em seguida concluir: “Se eu lutasse contra Jon Jones, eu não acho que eu venceria”. Para Anderson, sua única vantagem num possível confronto com Bones seria a experiência. O duelo entre Anderson e Jones é o grande sonho de Dana White, o presidente do UFC – ele promete tentar promover a luta se o Spider derrotar o americano Chris Weidman no sábado, em Las Vegas, no UFC 162. Weidman está invicto e sonha em acabar com a série de 16 vitórias consecutivas do campeão.

Leia também:

Anderson Silva decide encerrar contrato com Corinthians

Anderson Silva critica o TUF Brasil 2: “Vandalismo”

Anderson explica o ‘sumiço’: não sabia do evento do UFC

Se for derrotado por Weidman, Anderson deverá ganhar uma revanche contra o americano logo em seguida, segundo revelou Dana White em Las Vegas. O campeão pretende despachar o desafiante e costurar uma outra superluta, contra o canadense Georges St-Pierre. Na semana passada, Anderson Silva anunciou que não vai renovar contrato com o Corinthians, clube com o qual mantinha uma parceria até recentemente – ele não explicou publicamente a decisão, mas o motivo foi a vontade de deixar de atrelar sua imagem a um clube de futebol (ele enfrentava uma certa rejeição por carregar no uniforme o escudo do time paulista). Aos 38 anos, Anderson Silva ainda não cogita a aposentadoria, mas já planeja sua carreira para quando pendurar as luvas. Recentemente, anunciou que terá um escritório chamado Spider Company para tocar seus negócios no exterior. Ele também está estudando para ser ator. No mês passado, foi divulgado o trailer do seu primeiro filme: Tapped.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga Veja Esporte no Twitter

  • Dana White, o chefão do UFC
  • As ring girls no UFC São Paulo
  • UFC: a ring girl Arianny Celeste na praia, no Rio
  • UFC SP: o que você não viu na TV
  • UFC: Anderson Silva em fotos exclusivas para VEJA
  • UFC Rio 3: o que você não viu na TV
  • UFC Rio 3: por dentro do evento
  • Ronda Rousey, a nova musa do UFC
  • UFC: Anderson Silva x Chael Sonnen
  • No octógono com Júnior Cigano, campeão do UFC
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês