CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

UFC: a ‘batalha’ de Houston suspende Cigano e Velasquez

Atleta brasileiro, que saiu muito machucado do duelo, foi afastado por tempo indeterminado. Americano é orientado a ficar parado até abril do ano que vem

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 02h23 - Publicado em 23 out 2013, 09h02

De volta ao Brasil depois de perder a disputa de cinturão para Cain Velasquez, no fim de semana, nos Estados Unidos, Júnior Cigano terá um bom tempo para descansar, se recuperar e pensar nos próximos passos de sua carreira. Na noite de terça-feira, o UFC anunciou as suspensões médicas dos atletas envolvidos no evento do fim de semana, em Houston. Cigano, que foi muito castigado pelo campeão Velasquez, está afastado dos octógonos por tempo indeterminado. O brasileiro terá de apresentar um laudo de um otorrinolaringologista autorizando seu retorno aos treinamentos. Velasquez ganhou a luta de forma categórica, mas também pode ter de ficar um bom tempo parado. Sua suspensão, por suspeita de fratura do maxilar, vai até 18 de abril de 2014.

Leia também:

UFC 166: Velasquez volta a punir Cigano e mantém título​

Dana White pensou em jogar a toalha para poupar Cigano​

Fabrício Werdum tentará parar o ‘carrasco’ dos brasileiros

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Antes de Cigano x Velasquez, outras trilogias de sucesso

UFC prepara agenda farta e variada para o Brasil em 2014

Os atletas não costumam precisar cumprir toda a suspensão médica anunciada logo depois de um combate – esses afastamentos são uma precaução, e os lutadores geralmente são liberados antes do prazo, depois da apresentação de um laudo médico liberando a prática do esporte. Cigano desembarcou em Salvador na terça-feira e ainda não pensa em seu retorno ao octógono. Já Velasquez tem adversário conhecido: o brasileiro Fabrício Werdum foi confirmado como próximo desafiante do campeão. Mesmo com a derrota inapelável em Houston, Cigano manteve sua posição no ranking oficial do UFC – é o primeiro colocado, logo abaixo do campeão e acima de Daniel Cormier (que, no sábado, derrotou Roy Nelson, rebaixando para décimo lugar). Werdum é o terceiro.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês