CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

UFC 169: Brasil colocará seus dois cinturões em jogo

Os campeões Renan Barão e José Aldo lutarão, respectivamente, contra os americanos Urijah Faber e Ricardo Lamas em Newark, nos Estados Unidos

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 22h51 - Publicado em 1 fev 2014, 13h25

Os dois últimos cinturões do UFC em poder de brasileiros estarão em jogo na noite deste sábado. Os campeões Renan Barão (galos) e José Aldo (penas) enfrentam, respectivamente, os americanos Urijah Faber e Ricardo Lamas, em Newark. O evento começa às 21h30 (de Brasília), mas as lutas principais só devem começar a 1 hora de domingo. Será uma das mais tradicionais noites de luta da temporada, já que o UFC deste sábado ocorre um dia antes do Super Bowl, a final do futebol americano, realizado na cidade vizinha, Nova York. Além de Barão e Aldo, o UFC 169 terá outros dois brasileiros: John Lineker enfrenta o russo Ali Bagautinov e Alan Nugget luta contra o canadense John Makdessi.

Leia também:

UFC Chicago: Henderson vence por decisão dos juízes

As lutas mais importantes do UFC no primeiro semestre

Na principal luta da noite, o potiguar Barão enfrentará seu primeiro desafio como único campeão dos galos. Ele enfrentaria o americano Dominick Cruz, que foi obrigado a desistir do combate depois de confirmar outra lesão. O adversário do brasileiro será Urijah Faber, que vem de uma excelente sequência de quatro vitórias em menos de um ano. Os dois já se enfrentaram em 2012, quando Barão venceu por decisão dos juízes e ficou com o cinturão interino dos galos. Além do título, o brasileiro tentará aumentar sua incrível marca para 32 lutas sem derrota.

Leia também:

Spider quer desafio de boxe antes de voltar ao MMA

‘Está se sentindo o Hulk’, diz Weidman sobre Belfort

Antes de Barão, o manauara José Aldo, seu companheiro na equipe Nova União, tenta manter o cinturão dos penas contra Ricardo Lamas. Aldo já tem cinco vitórias no torneio e achar um adversário no seu nível é tarefa complicada. Dana White, presidente do UFC, já deixou claro: uma nova vitória do brasileiro pode ser decisiva para que Aldo suba de categoria, para os leves, na qual o americano Anthony Pettis é o atual campeão. Na noite deste sábado, o manauara deve apostar nos chutes baixos e nas boas sequências de socos para nocautear o rival. Seu treinador Dedé Pederneiras garantiu que o preparo físico para aguentar os cinco rounds foi uma das prioridades nos treinos.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade