CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Tite aposta em Douglas, mas cobra: ‘Não me diga que está sem ritmo’

A sequência no time pedida por Douglas depois da vitória sobre o Náutico vai existir agora. Com a venda de Alex para o futebol árabe, ele ganhará a vaga no meio-campo do Corinthians a partir do duelo desta quarta-feira, contra o Flamengo, no Engenhão. Mas será cobrado. ‘Não gosto que o cara diga que está […]

Por Da Redação 18 jul 2012, 05h03

A sequência no time pedida por Douglas depois da vitória sobre o Náutico vai existir agora. Com a venda de Alex para o futebol árabe, ele ganhará a vaga no meio-campo do Corinthians a partir do duelo desta quarta-feira, contra o Flamengo, no Engenhão. Mas será cobrado.

‘Não gosto que o cara diga que está sem ritmo. Faz ritmo de treino igual ao de jogo que você não vai ter problema. O que ele vai ter agora é oportunidade de entrar em uma equipe mais entrosada, vai ter tempo maior’, avisou Tite.

O recado do treinador é uma resposta à cobrança pública do jogador de que precisava de chances para se firmar, apesar de ter entrado em campo nas nove rodadas do Campeonato Brasileiro até aqui. ‘Sempre há o aspecto do que o atleta gostaria. Agora, existem oportunidades. Às vezes de 15 minutos, às vezes de jogo inteiro. Tem que estar sempre mostrando’, justificou.O condicionamento físico de Douglas, em contrapartida, foi aprovado por Tite. O comandante corintiano também fez questão de ressaltar sua importância em algumas partidas da temporada, como no empate sem gols contra o Vasco, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, em São Januário, quando entrou a 11 minutos do término da partida.

‘Não somos um time, somos um grupo. Que tem peças de reposições, que tem jogadores decisivos. Contra o Vasco, o Douglas entrou muito bem. Nós quase ganhamos o jogo lá, ele foi elogiado. Entrando em uma equipe mais entrosada, a tendência é facilitar (o trabalho dele)’, analisou, antes de comparar suas características com as de Alex.

‘A movimentação diminui, mas vamos ver como se mostra em campo. O Alex é mais condutor, infiltrador, de finalização de média distância. O Douglas é armador na sua esse essência, mas também abriu (pelos lados) e ficou flutuando, quando o Ramírez vinha para dentro’, concluiu o treinador, que não soube responder quem se torna substituto imediato do novo titular.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês