Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Terceiro lugar: Itália x Uruguai, final que quase aconteceu

Tanto a Azzurra como a Celeste ficaram bem próximas de vencer os finalistas Espanha e Brasil. Às 13 horas, elas decidirão a medalha de bronze do torneio

Por Kalleo Coura Atualizado em 7 out 2021, 09h41 - Publicado em 30 jun 2013, 08h00

“As duas seleções fazem essa partida em Salvador porque não aproveitaram as boas oportunidades que tiveram. A história poderia ter sido outra”, disse o uruguaio Tabárez

Itália e Uruguai disputam neste domingo, em Salvador, o terceiro lugar no pódio da Copa das Confederações – uma partida que, para os amantes do futebol, será uma espécie de entrada antes do prato principal. Mas a seleção italiana, pelo menos, não dará todo o tempero que poderia colocar na partida. Além de não conseguir contar com cinco jogadores lesionados, o treinador Cesare Prandelli decidiu poupar seu principal craque, o meia Andrea Pirlo, na partida que acontece às 13 horas (de Brasília), na Arena Fonte Nova, com previsão de sensação térmica de 33 graus. “A Copa das Confederações serviu para nos mostrar que diante de eventualidades precisamos estar fisicamente preparados. Estamos no limite do infortúnio. Além dos lesionados, o De Rossi, o Chiellini e o Gilardino não se recuperaram bem fisicamente”, disse Prandelli na véspera da partida.

Leia também:

Diplomáticos, Casillas e Xavi esfriam ânimos antes da final

Felipão promete ‘mandar um recado ao mundo’ na decisão

Embora a seleção uruguaia ainda não tenha garantido a classificação para a Copa do Mundo de 2014, Tabárez – talvez com os contratempos do Recife ainda em mente – resolveu dar alguns conselhos para o Comitê Organizador Local (COL) com vistas ao torneio do ano que vem. “Cada país tem suas características, sua infraestrutura, então não somos os únicos que acreditam que elas devam ser incluídas no planejamento”, disse o uruguaio, sempre com um discurso diferente da maioria dos técnicos. “Algumas coisas, como o transporte para os jogos, ainda precisam ser melhoradas”, completou “El Maestro”, que sofreu com sua equipe principalmente nos deslocamentos até a Arena Pernambuco. Tabárez também fez uma breve análise da decisão no Maracanã, opinando que a Espanha é a favorita no duelo com o Brasil, às 19 horas, no Maracanã.

Copa das Confederações
Copa das Confederações VEJA
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade