CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Shakhtar ‘eterniza’ Jadson como quinto nome de sua calçada da fama

Se ainda ouve contestações por seu desempenho neste primeiro semestre com a camisa são-paulina, Jadson teve nesta quinta-feira a comprovação de que é ídolo em seu último clube. O Shakhtar Donetsk anunciou o meia como o quinto nome a ser colocado em sua calçada da fama. A escolha por seu nome feita pelo comitê responsável […]

Por Da Redação Atualizado em 17 out 2021, 03h57 - Publicado em 19 jul 2012, 21h08

Se ainda ouve contestações por seu desempenho neste primeiro semestre com a camisa são-paulina, Jadson teve nesta quinta-feira a comprovação de que é ídolo em seu último clube. O Shakhtar Donetsk anunciou o meia como o quinto nome a ser colocado em sua calçada da fama. A escolha por seu nome feita pelo comitê responsável pelas indicações foi unânime.

‘O pessoal do Shakhtar entrou em conato comigo e fico muito feliz de ter meu trabalho reconhecido, entrar pra calçada da fama e ficar eternizado na história de um grande clube é para poucos’, disse o meia, que defendeu a equipe ucraniana entre 2005 e 2012, com 272 jogos e 64 gols – o mais importante na conquista da Copa da Uefa de 2009, na final contra o Werder Bremen, da Alemanha.

‘Graças a Deus fui muito feliz na Ucrânia, vivi muitos momentos inesquecíveis, pude ajudar o Shakhtar a conquistar grandes títulos e agora estão me retribuindo com essa bela homenagem. É realmente uma honra muito grande. Fico muito feliz e agradeço a todos do Shakhtar’, continuou o jogador liberado pelos ucranianos neste ano sob o pagamento de R$ 9 milhões mais a cessão de 30% dos direitos econômicos do volante Wellington.

Além da Copa da Uefa, Jadson conquistou em seu antigo time três Campeonatos Ucranianos (2005, 2006, 2008), duas Copas da Ucrânia (2008 e 2011) e três Supercopas da Ucrânia (2005, 2008 e 2010).

Já estão na calçada da fama do Shakhtar Donetsk, que tem 76 anos de história, o atacante Vitaliy Starukhin (defendeu o clube entre 1973 e 1981), o goleiro Yuriy Degterev (1961-1983), o meio-campista Mikhail Sokolovskiy (1974-1987) e Mircea Lucescu, treinador da equipe desde 2004. Na cerimônia de nomeação de Jadson, prevista para o mês que vem, também será homenageado Oleg Oshenko, treinador do time entre 1960 e 1969.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês