Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90/mês

Sem estádio, Flamengo lamenta não poder jogar fora do RJ

Clube queria mandar jogo em Minas, mas a federação o levou a Volta Redonda

Por Da Redação Atualizado em 7 out 2021, 15h35 - Publicado em 9 abr 2013, 08h25

“Tínhamos uma boa proposta de Juiz de Fora, mas a federação não quer ajudar. Não sei se tem algum problema em relação ao nosso clube”, disse o vice do Flamengo

Com a confirmação da CBF, na segunda-feira, de que o jogo de volta contra o Remo pela Copa do Brasil será disputado em Volta Redonda, o Flamengo decidiu reclamar. O time carioca criticou a postura irredutível da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) por não aceitar os pedidos da diretoria para mandar o duelo em Minas Gerais. Sem estádio – o Maracanã ainda está em obras e o Engenhão continua interditado -, o clube mais popular do país pensava em atuar fora do estado, aproveitando sua grande torcida em regiões como o Nordeste, o Distrito Federal e Minas. A intenção dos rubro-negros era enfrentar os paraenses em Juiz de Fora, importante reduto flamenguista.

Leia também:

Leia também: Engenheiros ainda não sabem como consertar o Engenhão

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Acredita-se que o clube só conseguirá mandar jogos fora do Rio quando o Brasileirão começar – a CBF já sinalizou com a possibilidade de marcar partidas em estádios construídos para a Copa e que não têm clubes na primeira divisão, caso do Estádio Nacional de Brasília, por exemplo. A Copa do Brasil será o único compromisso do Flamengo no longo período entre o fim do campeonato estadual e o começo do Brasileirão, no dia 26 de maio. Também na segunda, a diretoria começou a traçar o planejamento para o início da competição. Já definiu que, depois da participação no estadual e do jogo contra o Remo, a equipe vai fazer uma intertemporada de duas semanas fora do Rio. A estreia no Brasileirão será contra o Santos, provavelmente na capital federal.

(Com agência Gazeta Press e Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade