CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Seleção da Argentina tem recepção de campeã no retorno a Buenos Aires

Apesar do vice, atletas foram recebidos com honras pela presidente

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 14h06 - Publicado em 14 jul 2014, 14h11

A seleção vice-campeã mundial retornou a Buenos Aires na tarde desta segunda-feira e foi recebida com festa. Os jogadores desembarcaram no aeroporto de Ezeiza e foram recepcionados por centenas de fãs. A equipe se dirigiu ao centro de treinamento da associação argentina de futebol, onde foi homenageada pela presidente Cristina Kirchner, que fez elogios e os chamou de “leões”. “Senti um orgulho imenso pela forma como defenderam as cores da Argentina. Dignidade, orgulho e capacidade. Calaram a boca de muitos que não acreditavam em vocês”, disse Kirchner ao jornal argentino Olé.

Leia também:

Alemanha marca no final e conquista o tetra no Maracanã

Rihanna faz festa com jogadores alemães e agarra a taça

Blatter diz que Brasil superou a África do Sul: ‘Nota é 9,25’

Continua após a publicidade

Torcedor invadiu o gramado do Maracanã. TV não mostrou

Continua após a publicidade

Galvão Bueno imita seleção brasileira e sofre apagão

‘Mostre que é melhor que Messi’, disse Löw a Götze

Lionel Messi, eleito o melhor jogador do Mundial, pegou o microfone para demonstrar sua satisfação. “Demos uma grande alegria ao país. Partimos com muitas dúvidas dos torcedores e da imprensa, ficamos mais fortes do que nunca, estamos muito unidos. Continuaremos trabalhando para dar mais alegrias ao país.”

Papa – Ainda de acordo com o jornal Olé, o papa Francisco não assistiu à derrota da seleção argentina. Torcedor do San Lorenzo, o papa não viu o jogo para manter uma posição neutra em relação ao Mundial. “O papa disse que não queria ver, acompanhou segundo o informamos, passo a passo”, declarou Guillermo Karcher, integrante de equipe de cerimonial do Vaticano, à Radio Del Plata. “Esta manhã o cumprimentei e disse para começarmos o dia com um sorriso, apesar da derrota”, disse Karcher, que também é argentino.

Siga no Instagram: uma seleção de fotos exclusivas em @vejanoinsta

Cristina Kirchner com a seleção argentina
Cristina Kirchner com a seleção argentina VEJA
Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade