ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

São Caetano surpreende o Atlético-PR e entra no G-4

O São Caetano surpreendeu o Atlético Paranaense, em pleno Gigante do Itiberê, em Paranaguá e venceu por 1 a 0, entrando no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos ganhos, e retomando sua arrancada. Pelo lado do Furacão, a crise volta a rondar, com a equipe se distanciando dos líderes, com 20 […]

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 18h31 - Publicado em 4 ago 2012, 18h33

O São Caetano surpreendeu o Atlético Paranaense, em pleno Gigante do Itiberê, em Paranaguá e venceu por 1 a 0, entrando no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro, com 29 pontos ganhos, e retomando sua arrancada. Pelo lado do Furacão, a crise volta a rondar, com a equipe se distanciando dos líderes, com 20 pontos ganhos, e pior do que isso, mostrando um futebol ruim.

Depois de passar o primeiro tempo em branco, o Azulão abriu o placar aos 23 minutos da etapa final. Aproveitando cobrança de escanteio e toque inteligente de Somália, Geovane pareceu para testar pra o fundo das redes.

Na próxima rodada, o Atlético-PR enfrenta o América-RN, terça-feira, no Estádio Nazarenão, em Goianinha. Já o São Caetano terá pela frente o Criciúma, sábado, no Estádio Anacleto Campanella, no ABC Paulista.

O Jogo – O Furacão tentava tomar a iniciativa da partida desde o apito inicial, mas encontrou pela frente uma defesa bem postada, com o Azulão esperando para encaixar um contra-ataque. Aos quatro minutos, Somália girou o corpo para chutar e Manoel apareceu para travar. Marcelo Costa cobrou falta, aos nove minutos, e carimbou a barreira, desperdiçando uma boa oportunidade.

A partida era movimentada, mas com poucas emoções, truncada no meio campo. Aos 15 minutos, após cobrança de escanteio, Manoel desviou pela linha de fundo. Também de cabeça Gabriel respondeu para o Azulão, aos 21 minutos, assustando o goleiro Weverton. O Rubro-negro tentava pressionar e, aos 25 minutos, Felipe desviou cruzamento, mas a bola saiu fraca, fácil para Luiz.

Os times não conseguiam penetrar na defesa adversária. Dessa forma, Taiberson arriscou de longe, aos 31 minutos, isolando a bola. Finalmente uma boa troca de passar, aos 41 minutos, com João Paul encontrando o estreante Marcão em condições de chutar para defesa do goleiro paulista.

Na segunda etapa, as equipes voltaram sem alterações, assim como o ritmo da partida, que seguia o mesmo. Aos quatro minutos, Taiberson recebeu de frente para a meta e foi desarmado no momento exato do arremate. Aos 11 minutos, Diego Correa mandou um petardo e acertou o travessão. O técnico Sérgio Guedes mexeu em duas posições com as entrada de Geovane e Pedro Carmona.

O técnico Jorginho também se mexeu, colocando Marcelo e Tiago Adan. Aos 23 minutos, Danielzinho abriu espaço e chutou e Weverton se esticou para colocar para escanteio. Após a cobrança, Somália desviou e Geovane subiu para tocar de cabeça para o fundo das redes. O gol animou o time do ABC. Aos 26 minutos, Somália cruzou direto e a bola saiu pela linha de fundo.

Sem opção para melhorar o time, Jorginho promoveu a esteia de Elias, que havia declarado estar sem condições físicas para jogar. Aos 31 minutos, Tiago Adan chutou, a bola correu por toda a pequena área e Samuel Santos apareceu para afastar e salvar. Aos 39 minutos, Somália perdeu uma grande chance, de frente pra o gol, na pequena área, tocando por cima da meta. Nas arquibancadas, o torcedor atleticano vaiava e gritava ‘vergonha’.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade