CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Santos adota postura mais defensiva diante do Botafogo

Por Sanches Filho Santos – O Santos deixa de lado o estilo de jogo ofensivo e promete ser cauteloso contra o Botafogo, nesta quarta-feira, a partir das 19h30, na Vila Belmiro, pela 10ª rodada do Brasileirão. Sem Neymar e um atacante à altura dos artilheiros Borges e Alan Kardec (ambos deixaram o clube), o atual […]

Por Da Redação 18 jul 2012, 07h50

Por Sanches Filho

Santos – O Santos deixa de lado o estilo de jogo ofensivo e promete ser cauteloso contra o Botafogo, nesta quarta-feira, a partir das 19h30, na Vila Belmiro, pela 10ª rodada do Brasileirão. Sem Neymar e um atacante à altura dos artilheiros Borges e Alan Kardec (ambos deixaram o clube), o atual tricampeão paulista vai adotar, mesmo como mandante, uma postura mais defensiva e apostar no contra-ataque para conseguir o gol.

Diante do Internacional, no domingo passado, o técnico Muricy Ramalho até gostou do comportamento da equipe, principalmente após perder o lateral-esquerdo Juan, expulso no começo do segundo tempo. O time do Santos continua sendo forte na defesa, com a proteção de três volantes – Adriano, Arouca e Henrique -, e no meio-de-campo, mas sente a falta pelo menos um atacante de qualidade na frente para incomodar a zaga adversária.

Muricy reconhece os esforços dos dirigentes na procura de reforços e se mantém confiante, tanto que antecipou a renovação do seu contrato que só terminaria em dezembro. Mas ele sabe que dificilmente irá receber um jogador de alto nível para ser o novo camisa 9 santista – é a grande carência do elenco, após as saídas de Borges, Alan Kardec e Rentería.

O que tranquiliza Muricy e a direção santista é que essa situação de baixa é transitória. A tendência é de melhora já na próxima semana, com a chegada de Bill, após o encerramento do seu contrato com o Bragantino na sexta-feira. Embora não seja o reforço dos sonhos, pelo menos é um atacante que sabe fazer gol e que poderá formar dupla de ataque com Miralles no momento – e com Neymar no futuro.

O argentino Miralles teve estreia discreta contra o Internacional, por ter sentido a falta de um companheiro de ataque atuando mais adiantado. Além do desentrosamento natural para quem acabou de chegar, ele treinou apenas uma vez com os novos companheiros e já foi escalado para encarar o time gaúcho no Beira-Rio.

Com o empate em Porto Alegre, o Santos é agora o 13º colocado do Brasileirão, com nove pontos – uma vitória, seis empates e duas derrotas -, situação justificável para um time que há um mês estava concentrado na tentativa da conquista do seu quarto título da Libertadores. Agora, a sua missão é de recuperação para ter possibilidade de ainda brigar pelo título nacional.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês