CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Rival de Phelps e Lochte, Thiago Pereira destaca amadurecimento

Em busca de sua primeira medalha em uma edição de Jogos Olímpicos, o nadador Thiago Pereira está satisfeito com a estrutura do Crystal Palace, local que recebe a delegação nacional para aclimatação. Detentor de 12 medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, o atleta elogiou o lugar escolhido pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e mostrou confiança […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 16h53

Em busca de sua primeira medalha em uma edição de Jogos Olímpicos, o nadador Thiago Pereira está satisfeito com a estrutura do Crystal Palace, local que recebe a delegação nacional para aclimatação. Detentor de 12 medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos, o atleta elogiou o lugar escolhido pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e mostrou confiança ao analisar suas chances na competição em Londres.

‘O Brasil melhora cada vez mais a cada ciclo olímpico. Pela primeira vez vejo essa estrutura toda só pra gente e isso pode fazer a diferença. Estou pronto para me consolidar entre os melhores do mundo no medley e ganhar uma medalha. Os números e a preparação falam por si só. Os três anos de treinamento nos Estados Unidos e a nova fase com Alberto Silva foram fundamentais para meu amadurecimento nas piscinas’, afirmou o brasileiro, que, aos 26 anos, já disputou os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, e Pequim, em 2008.

Apesar da cerimônia de abertura da Olimpíada ser no próximo dia 27, Pereira começara a competir apenas no dia 28, quando disputa os 400 m medley, prova na qual o nadador espera alcançar o pódio. ‘É uma prova mais cansativa e, mesmo sendo meu foco principal os 200 m, vou entrar de olho no pódio’, analisou.

Além de Thiago Pereira, quem também mostrou confiança no desempenho do brasileiro em território britânico foi o treinador Alberto Silva. Apesar de o nadador nacional competir com atletas como os norte-americanos Michael Phelps e Ryan Lochte, o técnico apontou seu pupilo como um dos favoritos a medalha.

‘A gente sabe bem quais são os nossos adversários, mas o Thiago precisa fazer a parte dele e, se isso ocorrer, disputará de igual para igual com eles. Isso é consequência de todo o trabalho feito e tenho certeza de que o nadador fez o melhor que podia’, encerrou.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês