CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Real Madrid ofereceu 350 milhões de reais por Neymar

Clube pagaria R$ 200 mi para agência do pai do jogador e R$ 80 mi ao Barça

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 23h06 - Publicado em 24 jan 2014, 10h45

De acordo com o jornal espanhol Sport, o Real Madrid tinha um plano agressivo para vencer o rival Barcelona fora dos gramados e tirar Neymar do Santos. O presidente Florentino Pérez ofereceu 105 milhões de euros (quase 350 milhões de reais) pelo atacante, valor que colocaria o brasileiro no topo das transferências mais caras da história. Alguns documentos mostram que o Real Madrid deu várias garantias para convencer Neymar que o Santiago Bernabéu deveria ser o seu destino. Casas, carros, passagens de avião e até faculdade para a irmã estavam na lista de benefícios.

Leia também:

Jornais criticam Neymar por ‘alegria’ em crise do Barcelona

Venda de Neymar tem fraude de R$ 120 milhões, diz jornal

Os quase 350 milhões de reais seriam divididos assim: 200 milhões de reais para a NR Sports, empresa gerida pelo pai do jogador, pouco mais de 80 milhões de reais ao Barcelona pela quebra do pré-contrato e mais 70 milhões de reais ao Santos – metade para o clube e a outra para a DIS. A obsessão para contratar Neymar teria tomado conta do dirigente do Real Madrid. Durante a renúncia ao comando do Barcelona, na quinta-feira, Sandro Rosell disse que a contratação de Neymar “despertou inveja e medo” nos rivais.

Leia também: Compra de Neymar derruba presidente do Barcelona Juiz espanhol investigará compra de Neymar pelo Barcelona

Enquanto isto, a Audiência Nacional espanhola faz de tudo para entender todo o contrato que Neymar assinou com o Barcelona. A acusação é que Rosell, que coleciona vários problemas envolvendo escândalos financeiros, teria desviado aproximadamente 120 milhões de reais da contratação. Após uma reunião na quinta com sócios e dirigentes do Barcelona, Rosell pediu demissão. Quem assume até o fim do mandato, em junho de 2016, é o vice-presidente Josep Maria Bartomeu.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Impressa + Digital no App

MELHOR
OFERTA

Digital no App