ASSINE PLACAR DIGITAL NO APP POR APENAS R$ 6,90/MÊS

Presidente de torcida organizada do Flamengo é preso

Carlos Renato Silva Santos é acusado de participar de assassinato de vascaíno

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 01h09 - Publicado em 22 nov 2012, 15h13

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na madrugada desta quinta-feira Carlos Renato Silva Santos. Conhecido como Macedo, o presidente da Torcida Jovem do Flamengo é acusado de participar do assassinato do vascaíno Diego Martins Leal, em agosto, em Tomaz Coelho, no subúrbio do Rio. A medida faz parte da operação Fair Play e conduzida pela Divisão de Homicídios.

Leia também:

Torcida Jovem Fla está proibida de atuar em estádios Polícia do Rio cria núcleo para conter torcidas organizadas

Polícia Civil cria Disque-Denúncia voltado a organizadas

A ação, que culminou com a prisão de onze pessoas, lacrou a sede da Torcida Jovem e apreendeu documentos, computadores e um cofre. Os policiais, segundo informações oficiais, se surpreenderam com uma grande quantidade de drogas, dinheiro falso e armamentos. Muito material do Flamengo, como camisas, também foi visto no local. A Polícia Civil intimou ainda Michel Levy, vice-presidente de finanças do Flamengo, para prestar depoimento, só que na condição de visitante. A maioria dos presos possuía mandado de prisão. Leia também:

MP-Rio bane organizadas de Palmeiras e Corinthians

Torcida organizada do Flu pode ser barrada nos estádios

Bando que agrediu torcedores rivais fica preso em Bangu 2 Nos últimos meses a Polícia do Rio de Janeiro vem tentando melhorar qualidade do público que frequenta os estádios, para evitar brigas e confrontos. Em pesquisa encomendada pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), a violência é um dos fatores que mais afasta o público em jogos do Campeonato Carioca. (Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade