CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Presidente da Ferrari chama Bernie Ecclestone de velho

Luca Montezemolo questionou a capacidade do dirigente na Fórmula 1

Por Da Redação Atualizado em 8 out 2021, 00h27 - Publicado em 2 dez 2012, 15h02

O presidente da Ferrari, Luca Montezemolo, se irritou neste domingo ao responder as críticas recebidas de Bernie Ecclestone, na quinta-feira. O chefão da Fórmula 1 chamou de piada o pedido de esclarecimento dos italianos em relação à ultrapassagem de Sebastian Vettel no início do GP do Brasil, no último domingo. Montezemolo chamou Ecclestone, 82 anos, de velho e questionou sua capacidade para estar à frente da organização da F1. “Meu pai sempre me ensinou a ter respeito pelas pessoas mais velhas, principalmente quando elas chegam àquele momento em que não são mais capazes de controlar as próprias palavras. É certo que a velhice é incompatível com certas funções e responsabilidades”.

Leia também:

Leia também: Ferrari inaugura primeira loja oficial do Brasil no Rio

Para o presidente da Ferrari, houve uma repercussão exagerada sobre o pedido de esclarecimento da equipe. A nota, enviada à Federação Internacional de Automobilismo na quinta-feira, questionava uma ultrapassagem de Vettel sobre o francês Jean-Eric Vergne na quarta volta do GP do Brasil. Vettel teria passado pelo rival sob bandeira amarela, que impede trocas de posição, segundo vídeo divulgado pela televisão inglesa Sky Sports. A manobra custaria uma punição ao alemão. Pelas regras, o piloto da Red Bull estaria sujeito a um acréscimo de 20 segundos em seu tempo final. Assim, pularia do sexto para o oitavo lugar, resultado que impediria seu tricampeonato e daria o título ao espanhol Fernando Alonso, da Ferrari. Leia também: Williams anuncia demissão do brasileiro Bruno Senna No dia seguinte ao pedido da Ferrari, a FIA explicou que não havia irregularidade na ultrapassagem porque um oficial de prova exibia uma bandeira verde antes da manobra. A indicação da bandeira, segundo as regras da F1, prevalece sobre o sinal luminoso, que mostrava a cor amarela logo em seguida. Montezemolo aproveitou a entrevista, em Valência, para criticar alguns procedimentos. “Há um grande número de coisas que não estão certas na Fórmula 1 e chegou o momento de corrigi-las. Não é aceitável que não se possa mais transferir tecnologias para os carros de passeio”. Leia também: Massa se emociona com pódio e promete 2013 melhor O presidente pediu o retorno dos testes durante a temporada. “Não pode ser um esporte onde não possa mais fazer testes na pista. Nossa paciência acabou. Somos uma empresa fabricante de carros, e não patrocinadores”. A entrevista coletiva de Montezemolo foi concedida no último dia das Finais Mundiais da Ferrari, em Valência. O evento conta com corridas finais de categorias promovidas pela equipe italiana ao redor do mundo. Em seu encerramento, as Finais contaram ainda com uma exibição do brasileiro Felipe Massa e do espanhol Fernando Alonso, vice-campeão da temporada 2012 da Fórmula 1. (Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade