CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Preocupado com lesão nas costas, Bolt pede cama especial

O velocista Usain Bolt, detentor do recorde mundial e principal favorito ao título dos 100m e dos 200m rasos, segue preocupado com a lesão nas costas que o atingiu às vésperas dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Temendo complicações na tendinite que o acompanha desde 2010, o jamaicano pediu para ter sua cama nas instalaçõs da […]

Por Da Redação 19 jul 2012, 10h33

O velocista Usain Bolt, detentor do recorde mundial e principal favorito ao título dos 100m e dos 200m rasos, segue preocupado com a lesão nas costas que o atingiu às vésperas dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Temendo complicações na tendinite que o acompanha desde 2010, o jamaicano pediu para ter sua cama nas instalaçõs da equipe nacional de atletismo por um modelo ortopédico especial, a fim de evitar a volta das dores.

A troca foi uma indicação de Glen Mills, treinador de Bolt, que notou que as camas presentes nas instalações jamaicanas no campus da Universidade de Birmingham tinham apenas 1,70m de comprimento, 26 centimentros a menos que a altura do campeão olímpico, que tem 1,96m.

Percebendo o problema, Mills pediu que uma nova cama, com 2,13m de comprimento, fosse trazida para evitar novos problemas a Usain Bolt. O fato, que poderia gerar certo incômodo entre a delegação e os responsáveis por organizar as instalações jamaicanas, foi tratado com naturalidade.

‘Existia um medo de que Usain estivesse desconfortável com sua cama, então nos últimos dias fizemos uma cama ortopédica especial para ele. O técnico Mills pediu a cama mais como uma precaução para que ele ficasse o mais confortável possível. Usain já passou a noite de terça-feira na nova cama’, afirma Zena Wooldridge, diretor da Universidade de Birmingham, em entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph.

Bolt segue treinando para os Jogos Olímpicos, apesar de ainda estar em fase final de recuperação de sua lesão, fato que o tira da disputa do Meeting de Mônaco da Diamond League, nesta sexta. A lesão já o afastou de disputas por seis meses, em 2011.

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês