CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Por valor recorde, Manchester United troca Nike por Adidas

Clube inglês terá a camisa mais cara da história a partir de 2015

Por Da Redação Atualizado em 6 out 2021, 14h05 - Publicado em 14 jul 2014, 19h39

O Manchester United, da Inglaterra, anunciou nesta segunda-feira a assinatura de um contrato de patrocínio de dez anos com a empresa alemã de material esportivo Adidas no valor de 750 milhões de libras (2,84 bilhões de reais). A parceria começará a valer a partir da temporada 2015-2016 e fará da camisa do Manchester a mais cara do futebol mundial. A atual patrocinadora, a americana Nike, esperava renovar o acordo, vigente desde 2002, mas anunciou na semana passada que desistiu de cobrir a oferta da concorrente.

Leia também:

No embate entre Argentina e Alemanha, Adidas é a vencedora

Alemanha já vende camisa com quatro estrelas

Comercial da Adidas dá tom dramático ao embate da final

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Manchester United anuncia a contratação de Luke Shaw

O valor a ser recebido anualmente pelo clube inglês (cerca de 284 milhões de reais) quebrará todos os recordes já registrados de patrocínio esportivo de um clube de futebol. Segundo números divulgados pelo site italiano ‘calcioefinanza.it‘, as cifras anuais serão o dobro do que recebe o Real Madrid, atual campeão europeu, também patrocinado Adidas e atual recordista. O clube espanhol recebe cerca de 38,92 milhões de euros (117,2 milhões de reais) da empresa alemã por ano.

Depois do Real Madrid, os clubes que mais faturam anualmente com fornecedores são os ingleses Chelsea e Arsenal, ambos com 37,67 milhões de euros (113,4 milhões de reais); o primeiro também veste Adidas e o segundo tem acordo com a Puma. Outro gigante europeu, o Barcelona fatura ainda menos. Patrocinado pela Nike, o time de Neymar e Lionel Messi recebe 33,90 milhões de euros (102,1 milhões de reais) por ano.

“Estou emocionado em trabalhar em parceria com um dos clubes mais amados e bem-sucedidos do planeta”, afirmou o diretor executivo da marca alemã, Herbert Hainer. Pelo fato de o United ser um clube bastante popular na Ásia, um dos mercados mais visados pela empresa, a Adidas espera chegar a 1,9 bilhão de euros em vendas durante os dez anos deste acordo, afirmou Hainer.

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

MELHOR
OFERTA

Digital no App

a partir de R$ 9,90/mês

Impressa + Digital no App

a partir de R$ 12,90/mês